Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
«Vila Nova de Gaia, o seu trajar em tempos idos»
Notícias e Destaques 11 Mai 2024 «Vila Nova de Gaia, o seu trajar em tempos idos» Inauguração de exposição e lançamento de livro
 
O Arquivo Municipal Sophia de Mello Breyner acolheu, a 11 de maio, a inauguração da exposição (que estará patente até 26 de maio) e o lançamento do livro «Vila Nova de Gaia, o seu trajar em tempos idos», da autoria de Isabel Lacerda, no âmbito da comemoração do 25.º aniversário da Federação das Coletividades de Vila Nova de Gaia. Trata-se de um documento etnográfico que contou com a colaboração da Câmara Municipal de Gaia e de todas as juntas de freguesia do concelho. 

Para Paulo Rodrigues, presidente da Federação das Coletividades de Vila Nova de Gaia, "este trabalho não teria sido possível sem a ajuda de todos parceiros, desde Câmara e juntas de freguesia, até aos grupos folclóricos locais”.

Isabel Lacerda centrou a sua intervenção na obra então apresentada. "Este livro foi pensado com um enorme prazer para enaltecer a cultura popular portuguesa e deixar este legado aos vindouros e a todas pessoas que queiram preservar os seus usos, costumes e tradições. Forma dois anos de dedicação pensado para as gentes de Gaia. Todo o material referenciado no livro faz parte do meu espólio pessoal que fui adquirindo ao longo dos anos e que gostaria de oferecer à Câmara para consulta permanente. Este livro não seria possível sem a colaboração da autarquia, das juntas de freguesia e da Federação das Coletividades”, concluiu a autora.

Este livro "é uma demonstração da dedicação associativa à comunidade”, afirmou Eduardo Vítor Rodrigues para quem, hoje, mais do que nunca, importa "voltar a valorizar a comunidade e aquilo que é nosso e isso significa voltar a valorizar o nosso passado e presente para fazermos o nosso futuro”. O presidente da Câmara Municipal de Gaia não escondeu, ainda, o orgulho no trabalho agora apresentado. "Continuarei a fazer o que está ao meu alcance para que o movimento associativo em Vila Nova de Gaia vá prosperando”, concluiu.