Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Isabel Meyrelles - Em Voz Baixa
Eventos 02 Mar a 05 Mai 2024 Isabel Meyrelles - Em Voz Baixa Espaço Corpus Christi
Informamos que o Espaço Corpus Christi está encerrado ao público no domingo de Páscoa, dia 31 de março.
Espaço Corpus Christi

O Espaço Corpus Christi recebe a exposição "Isabel Meyrelles - Em Voz Baixa", uma seleção de 40 obras da Coleção da Fundação Cupertino de Miranda que, segundo a curadora, Marlene Oliveira, evidenciam a influência surrealista no trabalho de Isabel Meyrelles, escultora, poeta e tradutora, figura incontornável da cultura portuguesa dos séculos XX e XXI.

«Isabel Meyrelles nasceu a 29 de abril de 1929, em Matosinhos.
É escultora, poeta e tradutora, associada ao surrealismo português pelas suas obras e, sobretudo, pelas relações eletivas com alguns elementos do movimento, como Mário Cesariny e Cruzeiro Seixas.
A presente exposição conta com 40 obras, evidenciando a influência surrealista no seu trabalho, com especial inspiração nas obras de Cruzeiro Seixas, como a "Le pied et la main”. A ligação ao mistério e ao fantástico sempre a deslumbraram refletindo-se em obras como o "The sheriff”, "Mr. Smith” e "O senhor do papillon”, ou a simbologia e alegoria à vida e aos sentidos, personificados em obras como a "Ronda do medo” ou "Os adoradores do Ovo”.
Encontramos ainda obras que são puras homenagens quer a amigos quer a outros artistas como "O revólver para trazer por casa – homenagem a Alexandre O'Neill” ou o "O superior desconhecido – hommage à Sarane Alexandrian”. A música também está presente na sua obra com a figuração de uma orquestra do seu imaginário surrealista.
Um dragão azul, envolto num certo misticismo, representa o seu "Auto-retrato”, e tal como Isabel Meyrelles é apreciador de cachimbo. Pode-se também ver uma obra de Natália Correia que retratou a artista nos anos 50, sendo a única obra presente nesta exposição que não é da autoria da Escultora.
A obra de Isabel Meyrelles é marcada constantemente pelo seu humor, e como refere Perfecto Cuadrado, Coordenador do Centro Português de Surrealismo, pela sua forma "[…] de ser e estar, uma atitude, um modo diferente de ver e viver (não só de dizer) a vida e de actuar sobre ela.”, à maneira de Isabel Meyrelles.»
A curadora, Marlene Oliveira

A exposição fica patente ao público no Espaço Corpus Christi até 5 de maio, podendo ser visitada de terça-feira a domingo, das  10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00. Entrada gratuita.