Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Gaia GodTellers regressa com gigantes do metal cristão brasileiro
Eventos 05 e 06 Jul 2024 Gaia GodTellers regressa com gigantes do metal cristão brasileiro Largo de Avis - Serra do Pilar

A conhecida banda Rosa de Saron – uma das precursoras do metal cristão no Brasil, com um percurso discográfico de três décadas, vários prémios no currículo e, inclusivamente, duas nomeações ao Grammy Latino – é a cabeça de cartaz da 8.ª edição do Gaia GodTellers, o inovador festival de música de inspiração cristã que decorrerá a 5 e 6 de julho no Largo de Avis - Serra do Pilar.

Com organização do Grupo de Jovens da Paróquia de Canelas, promoção da Câmara Municipal de Gaia e apoio da Irmandade dos Clérigos, o evento é a única montra do género em Portugal e terá desta vez um total de nove bandas a evoluir em três momentos diferentes (às 21h00 de sexta-feira e às 15h00 e às 21h00 de sábado).

Além de Rosa de Saron, completam o cartaz de dois dias do Gaia GodTellers os grupos Follow Him, Feedback 33, Team Kuriakos, Banda Missio, Brasa Church, The Disciples, Jesus Underground e Catedral de Louvor.

À luz das últimas edições, por onde já passaram um total de quase 100 bandas, os organizadores esperam receber cerca de quatro mil pessoas, numa plateia constituída maioritariamente por público jovem.

O festival, de entrada gratuita, procura congregar as últimas tendências musicais de artistas e bandas de inspiração cristã, nacionais e internacionais, de diferentes confissões e igrejas. E espelha sonoridades diversificadas, que vão do pop ao rock, passando pelo hip-hop, eletrónica, dubstep ou o reggaeton. "O objetivo é o mesmo de sempre, aquele que está na génese da criação do Gaia GodTellers: pretendemos oferecer uma experiência musical, sim, mas de vivência e de expressão da fé numa cultura jovem, acima de tudo, sem preconceitos, à imagem das Jornadas Mundiais da Juventude”, explica Pedro Pires, do Grupo de Jovens da Paróquia de Canelas.

"Trata-se de um festival com uma atmosfera diferente e uma identidade própria, que procura romper com a imagem estereotipada do que inúmeras pessoas apelidam de ‘música de igreja’. Muitos vêm assistir, e participar na dinâmica, e saem surpreendidos pela viagem de descoberta, disruptiva sob várias formas”, acrescenta.

O Gaia GodTelleres contou desde as primeiras edições com a presença de bandas de diferentes igrejas e confissões religiosas. Em 2023, com a Jornada Mundial da Juventude de Lisboa em pano de fundo, e no regresso ao Jardim do Morro, integrou o programa oficial da Diocese do Porto, exibindo um cartaz ainda mais diversificado e internacional. Recebeu coletivos de Itália (The Sun), Venezuela (Said Nassar), França (Silo), Emirados Árabes Unidos (Ablaze), Reino Unido e até do Dubai (World Youth Dance Crew).

A componente internacional desta edição é assegurada pela Rosa de Saron. "Trata-se de um nicho com grande expressividade em países como os Estados Unidos da América, Brasil e outros países sul americanos, sem esquecer a Austrália. Já na Europa, a realidade é outra. Existe uma meia dúzia de bandas altamente profissionais e com grande ‘mercado’. Em Portugal, não obstante a maturidade e qualidade musical de várias bandas portuguesas, é uma realidade que está ainda a emergir. E o Gaia GodTellers funciona para muitos como uma grande montra”, explica ainda Pedro Pires.

Programa

5 de julho (sexta-feira)

21h00: Follow Him, Feedback 33, Team Kuriakos

 

6 de julho (sábado)

15h00: Banda Missio, Brasa Church, The Disciples, Jesus Underground

21h00: Catedral de Louvor, Rosa de Saron