Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 12 Set 2019 Tatuar a cidade: um projeto que leva a poesia ao virar de cada esquina Iniciativa surge da necessidade de incentivar a leitura de poesia
Tatuar a cidade é uma iniciativa que leva a palavra poética aos sítios mais improváveis da nossa cidade, interpelando o público a cada virar de esquina. Mais de 70 locais de Vila Nova de Gaia estão a ser «tatuados» com versos de poetas lusófonos do século XIX e XX, numa iniciativa promovida no âmbito do Fórum Internacional de Gaia. 
Este projeto nasce da vontade de incentivar a leitura de poesia, democratizando-a e desmistificando-a, tornando-a presente na nossa rotina. O território de Gaia está, por isso, a ser tatuado de lés a lés: em cada uma das freguesias será escolhido um local onde inscrever um verso com a técnica stencil. Os restantes serão inscritos na malha urbana de Mafamude, cobrindo todas as superfícies – de muros a chãos, de montras abandonadas a paredes entaipadas -, delimitando a área do «Quarteirão da Poesia».
Ao lado de todos os versos impressos na cidade estarão também os nomes dos seus respetivos autores. Para ler o resto do poema, basta aceder ao site www.figaia.pt, onde também é possível encontrar um mapa interactivo com os restantes locais onde a poesia foi tatuada. 
De uma forma intuitiva, Tatuar a Cidade encaminha os transeuntes mais curiosos para a Biblioteca Municipal, o lugar onde é possível encontrar todo um mundo em português, mas também todos os outros que são apenas acessíveis através da janela da poesia. 
O mote para esta iniciativa foi o livro "Língua de Sal – Antologia Mínima de Língua Portuguesa", que já foi apresentado durante o FIGaia, e que reúne poemas de 70 ilustres figuras líricas, como Fernando Pessoa, António Nobre e Maria Alberta Menéres.
A terceira edição do Fórum Internacional de Gaia (FIGaia) arrancou quarta-feira e, ao longo de 11 dias, vai debater o desenvolvimento sustentável e a construção da paz, num total de 80 ações envolvendo o meio ambiente e a cultura.