Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 05 Fev 2020 Construção das ligações mecânicas no Centro Histórico e feira dos Carvalhos avança em maio Intervenções terão um custo aproximado de 4,6 milhões de euros.
A colocação de ligações mecânicas no Centro Histórico e junto à feira dos Carvalhos vai avançar em maio. No que diz respeito ao Centro Histórico, o projeto, de cerca de 2,2 milhões de euros, inclui a colocação de ligações mecânicas entre o Jardim do Morro e a Serra do Pilar, existindo um projeto idêntico para a zona do Castelo de Gaia. "O tipo de população que ali vive, de faixas etárias avançadas, é quem vai beneficiar. Ou seja, é uma obra para moradores. É importante que se concilie o trabalho que se está a fazer no turismo com quem lá mora. Os turistas vão beneficiar, mas não é um projeto para turista ver”, disse Eduardo Vítor Rodrigues, acrescentando que a obra arrancará depois de "anos de massacre burocrático” e após estar assegurado o "financiamento BEI (Banco Europeu de Investimento)”.
Outro dos projetos que incluem ligações mecânicas é o elevador da feira dos Carvalhos, no valor aproximado de 2,4 milhões de euros. "A obra está em fase de adjudicação. Tudo levava a crer que ia ser adjudicada em 2019, mas derrapou dois meses por pedidos de esclarecimentos de concorrentes. Será adjudicada em fevereiro, vai a Tribunal de Contas e arranca até meio do ano”, disse o autarca. Sobre o projeto para a feira dos carvalhos, além dos elevadores que permitirão o acesso da zona da feira à plataforma da Estrada Nacional 1, inclui o arranjo do espaço e a envolvente, nomeadamente até ao futuro Centro de Saúde. "A feira só ocorre uma vez por semana e o espaço tem de ser funcional no resto do ano. Estamos ali a criar um grande espaço de lazer e aproveitamos a oportunidade para realinhar o espaço envolvente”, garantiu o presidente.