Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Eventos 29 Set 2019 António Chainho Casa-Museu Teixeira Lopes/Galerias Diogo de Macedo
O Município de Vila Nova de Gaia alia-se uma vez mais ao Sons no Património, uma iniciativa da Área Metropolitana do Porto que, este ano, traz à Casa-Museu Teixeira Lopes/Galerias Diogo de Macedo o Mestre da Guitarra Portuguesa, António Chainho, para um concerto de entrada gratuita, a realizar no dia 29 de setembro, pelas 17h30.

Sons no Património

Pode não ser óbvio à primeira vista o que têm em comum uma igreja românica, o atelier de um escultor, um mercado municipal ou uma antiga estação ferroviária, da mesma forma que não são imediatamente percetíveis as eventuais similaridades entre um jardim, a casa de um pintor, a igreja de um mosteiro, ou um complexo industrial reconvertido. Menos ainda, se, entre estes, contarmos ainda um ou outro museu, bem como outros locais também distintos. Afinal, que lugares são estes?

São guardadores de memórias, contadores de histórias, testemunhos da passagem do tempo e de gerações de homens e mulheres. São armazéns de saberes, de artes e de conhecimento. São lugares vivos que convidam ao encontro, à aproximação e à partilha, sendo, também por isso, observatórios da nossa própria identidade. Estes lugares são, no fundo, parte da nossa herança e do nosso legado, que devem ser valorizados e celebrados.

Ressurge assim o Sons no Património, um evento em rede promovido pela Área Metropolitana do Porto que regressa em 2019 para a sua segunda edição, propondo a música como veículo de aproximação das pessoas ao património e de celebração dos lugares patrimoniais do território ao longo de quatro dias, entre os dias 26 e 29 de setembro.

A reedição desta proposta materializada primeiro em 2018 floresce da vontade da Área Metropolitana do Porto em valorizar o património dos dezassete municípios que a integram, sustentando apostas recentes no setor cultural, tais como a criação da Plataforma PIN e disponibilização dos Roteiros do Património Cultural da AMP e do Mapa do Património Cultural Material e Imaterial da AMP.

À celebração da riqueza inesgotável do mosaico patrimonial da região corresponde um programa artístico eclético, pensado e adequado a cada lugar, instigador de novos contactos, leituras e experiências dos territórios e gerador de convivências naturais e outras menos prováveis.

Entre profano e religioso, contemporâneo e erudito, jazz e tradicional, blues e fado, eletrónico e acústico, é em boa medida pela música que nos reencontramos com o património. São quinze os projetos artísticos que integram um programa reforçado em 2019, que conta com nomes já queridos dos portugueses, bem como outros que têm vindo a conquistar espa cimeiros no país e no mundo.

Não faltam por isso motivos para celebrar o património cultural da Área Metropolitana do Porto nos dezassete momentos propostos, num evento que é também de entrada gratuita e aberto a todos.

Visite o património, evoque as memórias e sinta-se parte das histórias. Viaje numa terra especial. Descubra a Área Metropolitana do Porto.