Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Serviço de teleassistência de Gaia acompanha 439 pessoas
Notícias e Destaques 09 Nov 2021 Serviço de teleassistência de Gaia acompanha 439 pessoas Arcozelo é a freguesia com maior número de idosos abrangidos pelo programa
 
Dinamizado através da «Chave de Afetos», o programa de teleassistência, desenvolvido em parceria entre a Câmara Municipal de Gaia e a Santa Casa da Misericórdia do Porto, já acompanha 439 pessoas. Arcozelo (62), Avintes (40), Grijó e Sermonde (73), Oliveira do Douro (38), Vilar de Andorinho (36) e Sandim, Olival, Lever e Crestuma (34) são as freguesias com um maior número de idosos em situação de isolamento e insuficiente retaguarda familiar a serem acompanhados por este programa, que entrou em funcionamento em Gaia em dezembro de 2019.

Trata-se de um programa integrado de assistência ao domicílio, gratuito, para pessoas com mais de 65 anos de idade, com rendimento inferior ao salário mínimo. Visa diminuir o isolamento de seniores, promover a inclusão social e as relações afetivas, assim como criar um sentimento de segurança no domicílio. Com uma componente personalizada, humana e através de teleassistência, sinaliza casos de isolamento, a partir de um aparelho de conversação de acesso automático, disponível 24 horas por dia e 365 dias por ano, com sensor de quedas. 

No que diz respeito à prevenção da violência contra os idosos e à promoção de hábitos e estilos de vida saudáveis, o Município de Gaia dinamiza também ações de sensibilização, integradas no programa «A mim não me enganas tu». Os objetivos passam por disseminar a perceção de segurança, criar rotinas de autoproteção, fomentar informação sobre burlas, promover ações de capacitação sobre temáticas como nutrição e violência contra a pessoa sénior. 

Além disso, a par da criação, em 2018, do Gaia Protege+ (gabinete de apoio a vítimas de violência), foi criado o GAV Sénior, um gabinete especializado para atendimento de vítimas seniores que, em virtude das suas fragilidades, necessitam de um acompanhamento mais dirigido às suas necessidades. Neste momento, existem 74 processos em acompanhamento. 

De realçar, ainda, o trabalho desenvolvido pelo Município de Gaia durante o período de pandemia, com a criação de um programa específico de voluntariado que integrou 120 voluntários. Este programa previa, entre diversas atividades, o apoio a pessoas idosas isoladas, fazendo chegar bens essenciais, como alimentação, medicação e produtos de higiene. 

A população idosa é por si só mais vulnerável à doença, à violência e à perda de autonomia, situações que podem agravar-se com o isolamento. É, por isso, prioridade do Município de Gaia sinalizar e acompanhar as necessidades e expectativas específicas dos seniores do concelho.