Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias e Destaques 26 Ago 2020 Projeto melhora condições socioeconómicas e de saúde dos cuidadores Objetivo passa por reintegrar estes cidadãos no mercado de trabalho
 
A candidatura do projeto «Oficinas de Cuidadores», da Associação Nacional de Esclerose Múltipla (ANEM), ao Programa de Parcerias para o Impacto da Portugal Inovação Social, foi aprovada. O investimento total será de 183 mil euros, 30 mil dos quais cofinanciados pela Câmara Municipal de Gaia.

Ser cuidador informal é uma atividade que ocupa, atualmente, cerca de 230 mil portugueses, número obtido tendo por base a atribuição de complementos por dependência, havendo associações que garantem que este número chegará mesmo aos 800 mil. Não raras vezes, os cuidadores são obrigados a deixar os seus empregos para se dedicarem a tempo inteiro a indivíduos em situação de dependência, não recebendo qualquer tipo de remuneração. Esta realidade origina graves problemas sociais, psicológicos e económicos nos cuidadores, bem como nos respetivos agregados familiares.

Este projeto propõe a criação de oficinas de atividades profissionais assentes na metodologia de formação-ação. Tem em vista o crescimento da formação, capacitação, emprego e autoemprego, numa perspetiva de desenvolvimento sustentável que permita melhorar as condições de saúde e socioeconómicas dos cuidadores de pessoas com deficiências ou outras doenças, assim como do seu agregado familiar.

No total, a iniciativa «Oficinas de Cuidadores» pretende capacitar 250 cuidadores das cidades de Vila Nova de Gaia, Porto, Matosinhos, Gondomar e Maia, fomentando assim o desenvolvimento das suas competências para uma futura reintegração no mercado de trabalho.