Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 09 Nov 2020 Plano Municipal de Arborização prossegue Jovens voluntários participaram em ação de plantação
Com algumas limitações desde o seu arranque, devido à atual situação de pandemia, o Plano Municipal de Arborização de Gaia prossegue e, a 7 de novembro, contou com a preciosa ajuda de um grupo de cerca de uma dezena de jovens voluntários. Na presença do presidente da Câmara, Eduardo Vítor Rodrigues, e de alguns membros do executivo municipal, e indiferentes à chuva, os jovens plantaram diferentes espécies de árvores no jardim da rua Velha dos Lagos, em Vilar do Paraíso.

O Plano Municipal de Arborização teve início em março, prevendo a plantação de 10 mil árvores até final de 2021, num investimento total aproximado de 500 mil euros. Para a primeira fase, atualmente em curso, foram selecionados espaços verdes já existentes e próximos de habitações, ou mesmo integrados na zona urbana. As espécies foram escolhidas de acordo com o seu porte e as características biológicas do local a que se destinam. Assim, por exemplo, para as plantações nos locais junto do mar foram escolhidas espécies que suportem a salinidade e a influência do mar. As árvores e/ou arbustos foram escolhidos atendendo à tipologia do jardim e ao seu enquadramento. Este plano pretende definir os princípios gerais a considerar na utilização da vegetação na composição e valorização dos espaços urbanos, bem como realizar o diagnóstico da situação do arvoredo urbano no concelho, identificando e tipificando casos. 

Até ao momento, foram plantadas cerca de 450 árvores e algumas arbustivas que não estão consideradas. Tendo em conta a situação atual, com a redução de colaboradores e alguns constrangimentos na frota, este é um resultado positivo. Também na época estival os trabalhos de plantações foram reduzidos, tendo sido retomados com a chegada do outono, por ser a época ideal. Já foi feita plantação em todas as freguesias do concelho e neste momento está a dar-se continuidade aos trabalhos de arborização em novas caldeiras e espaços ajardinados, tendo em conta as sugestões das juntas de freguesia e as propostas da autarquia. Estima-se que nos próximos dois a três meses se consiga duplicar o número de plantações feitas até agora.

Findo este plano, dar-se-á início a um novo, prevendo a plantação de mais 10 mil árvores com especificidades distintas, uma vez que se tratará de espécies autóctones e árvores muito jovens, destinadas a espaços de arborização ou florestação mais protegidas da via pública.