Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias e Destaques 25 Abr 2021 Grijó inaugurou auditório que será referência no concelho Maestro José Gomes dá nome ao novo espaço
 
25 de abril foi mais do que a celebração da Liberdade para a União de Freguesias de Grijó e Sermonde. Depois de meses de um trabalho árduo, foi inaugurado o novo auditório da freguesia, uma referência local e concelhia, fruto de uma determinação ímpar e que ficou bem presente nas palavras do presidente da união de freguesias, César Rodrigues. "Hoje é um dia, em que os nossos olhos brilham com uma enorme intensidade e o coração se enche de orgulho pela obra concretizada, pelo sonho que é materializado”, começou por dizer, perante uma plateia totalmente imbuída do espírito de abril, depois de um concerto inaugural dedicado à data. O novo auditório Maestro José Gomes é "uma obra que em tempos de pandemia se projetou para ser a Casa da Cultura, do Associativismo, do encontro da comunidade com a Arte, um espaço único, necessário e essencial para que continuemos no caminho do progresso e do desenvolvimento das nossas populações”, explicou César Rodrigues.

O novo espaço, com capacidade para cerca de 230 pessoas (com acessos para pessoas de mobilidade reduzida), não resultou de uma construção de raiz. Localizada no Espaço Mais Grijó, a infraestrutura nasce de um protocolo de cedência a título não oneroso com os gestores do espaço, o que permitiu viabilizar o projeto e diminuir os custos, tendo contado com o apoio da Câmara Municipal de Gaia. 

"Esta é uma obra que servirá o Concelho de Vila Nova de Gaia e todos os Gaienses, não existem fronteiras, nem limites desde que as portas de entrada desta sala se abriram”, concluiu César Rodrigues, deixando uma justa homenagem ao profissional que deu nome a este novo espaço: o Maestro José Gomes, presente na cerimónia, juntamente com a sua família. "Na hora de decidir o nome a atribuir a este auditório, foi unanime a vontade que fosse a de um filho da terra, alguém que marcasse a história deste povo e que estivesse ligado à arte de ensinar a música”, justificou o presidente da união de freguesias. 

Para Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Gaia, "a junta de freguesia olhou para as suas raízes, para a sua envolvente, para aquilo que marca as nossas identidades como freguesia e como concelho, e escolheu o nosso maestro José Gomes que personifica, para nós, aquilo que é próximo”.