Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 08 Mai 2020 Dos 3.746 testes realizados, 195 foram positivos Foram testados os utentes e funcionários das 59 instituições de Gaia
O dia 18 de abril marcou o arranque da unidade de rastreio móvel à Covid-19. Numa iniciativa da Câmara Municipal, em parceria com o Hospital de Gaia, esta carrinha devidamente equipada, composta por uma equipa de cerca de vinte enfermeiros (contratada pela autarquia), percorreu uma parte dos lares (ERPI e AFPI) de idosos e de pessoas com deficiência do concelho, cobrindo a área de abrangência do ACES Grande Porto VII – Gaia, e complementando-se, assim, ao trabalho que já estava a ser desenvolvido pelo ACES Espinho/Gaia, que, por sua vez, realizou os testes no terreno, com financiamento da Câmara Municipal. No total, dos 3.746 realizados aos utentes e funcionários das 59 instituições do concelho, 195 foram positivos (75 na área do ACES Grande Porto VII – Gaia e 120 no ACES Espinho/Gaia). 

Fazer um profundo diagnóstico nos lares sempre foi uma estratégia fundamental para identificar potenciais positivos e evitar contaminações gerais. Para Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Gaia, "agora que saímos do Estado de Emergência, importa reforçar as medidas de proteção e de prevenção para evitar um retrocesso no caminho já percorrido. Testar sempre foi, para mim, o melhor instrumento de prevenção”.