Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Conheça a app que promove comportamentos preventivos em saúde
Notícias e Destaques 22 Fev 2022 Conheça a app que promove comportamentos preventivos em saúde Ferramenta foi apresentada em Vila Nova de Gaia
 
A Cuidadores de Portugal apresentou a 21 de fevereiro, no Auditório Manuel Menezes de Figueiredo, a Prolepsis, uma aplicação móvel que visa promover comportamentos preventivos de saúde, em particular nas mulheres e no que respeita ao cancro. Esta ‘app’ gratuita foi desenvolvida pelo Centro Universitário e Tecnológico do Chipre, no âmbito de um projeto de um consórcio internacional que junta instituições de Portugal, Itália e Chipre. A Prolepsis também garante um lembrete que ajuda as cuidadoras a saber recordar os próximos agendamentos para mamografias ou autoexames da mama. Os utilizadores também podem usar o ‘chat’ da aplicação para partilhar experiências, conversar ou convidar outras pessoas a aderir ao programa.

Num evento subordinado ao tema «O Impacto de Cuidar e a Prevenção do Cancro», o objetivo passou por promover comportamentos preventivos de saúde na população de cuidadores informais, em particular nas mulheres. O evento reuniu vários especialistas nas áreas da mama, nutrição e saúde mental. 

Na Europa, o cancro da mama é o mais frequente entre as mulheres, sendo a principal causa de morte associada a esta doença, pelo que a prevenção e o diagnóstico precoce desempenham um papel muito importante. Neste contexto, e tendo em conta a realidade das cuidadoras informais - cuja evidência científica sugere que podem adotar comportamentos de negligência no seu autocuidado - importa investir na saúde destas mulheres e implementar uma estratégia inovadora. A app Prolepsis - uma aplicação móvel promotora da saúde e orientada para a prevenção do cancro da mama – surge neste contexto, abrangendo vários conteúdos, e superando restrições de espaço e tempo através do envio de mensagens individuais e personalizadas a cada utilizador.

Para Bruno Alves, da Associação Cuidadores de Portugal, "no futuro é recomendável adotar uma abordagem integrada. seria vantajoso envolver as autoridades de saúde, sociais e locais e dimensionar estas conquistas no território em prol da literacia das mulheres e da prevenção do cancro da mama”.