Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 20 Abr 2020 Câmara de Gaia apoia alunos no arranque do 3.º período Autarquia disponibiliza 400 computadores com acesso à internet, 300 acessos à internet e mil tablets
Consciente da dificuldade sentida por muitos alunos no acompanhamento dos desafios da escola à distância, a Câmara Municipal de Gaia, fruto de um esforço financeiro significativo, disponibiliza, em articulação com as juntas de freguesia, alguns equipamentos para o arranque do terceiro período letivo. Neste contexto, a autarquia disponibiliza quatrocentos computadores com acesso à internet (protocolo com a Altice) para o programa municipal Gaia Aprende+ e para os alunos com necessidades educativas especiais, trezentos acessos à internet para aqueles que têm computador, mas não têm internet, e mil tablets.

"Não nos esquecemos que temos 30 mil alunos em Vila Nova de Gaia. Só no 1º ciclo e pré-escolar, são 15 mil. Nunca seria possível à Câmara Municipal suprir as lacunas de todos num projeto que é do Ministério da Educação, mas, naquilo que nos diz respeito, e até aos limites até onde podemos ir, fazemos o possível para que o 3º período seja o mais tranquilo possível para as famílias, o mais alargado possível do ponto de vista dos conteúdos e o mais importante possível para moldar o futuro dos nossos jovens e das nossas crianças”, refere Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da autarquia.

O Município de Gaia vai, ainda, garantir o acompanhamento prestado aos alunos com necessidades educativas especiais que frequentam o Gaia Aprende+(i), através da disponibilização, em formato digital (vídeos e fichas de apoio), de jogos e dinâmicas lúdicas relativamente à atividade física adaptada ao meio aquático, cinoterapia e equitação com fins terapêuticos. O material será enviado semanalmente com o intuito de potenciar rotinas, permitir a manutenção de competências desenvolvidas e criar dinâmicas familiares divertidas e fluídas.

O arranque do 3º período foi preparado em tempo recorde, com uma equipa muito vasta a trabalhar de forma intensa e a vários níveis: quer a reproduzir recursos, porque, no âmbito do Gaia Aprende+, a autarquia manteve, com qualidade, o serviço prestado às crianças com necessidades educativas especiais e às crianças do pré-escolar e do 1º ciclo que continuam a necessitar de apoio pós-escolar e extra curricular; quer a preparar materiais e a organizar o novo modelo da telescola, proposto pelo Ministério da Educação. "Todos estamos a fazer o nosso melhor para que o cidadão não sinta as alterações deste momento, ou as sinta o menos possível, e para que, diariamente, possamos dizer às pessoas: se puder, fique em casa, porque nós cuidamos de si”, conclui Eduardo Vítor Rodrigues.