Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi

Como cuidar de cachorros recém-nascidos

Se tiver que cuidar de um cachorrinho recém-nascido, imaturo ou dependente da mãe é essencial o conhecimento de determinados procedimentos que possam assegurar a sua sobrevivência. 

É importante ter a noção que nas duas semanas a seguir ao parto, o cachorro é totalmente dependente da mãe. Nesta fase, os sentidos evoluem em direção à maturidade, de forma que a substituição da progenitora neste período é uma tarefa difícil mas gratificante. 

A determinação da idade do animal é fundamental. Os cachorros só abrem os olhos entre o 10º e o 15º dia; se ainda tem os olhos fechados significa que é muito pequeno e que vai precisar de maior atenção e cuidado.

Numa fase inicial os cachorros têm uma fraca capacidade de manutenção da temperatura corporal de forma que devem ser mantidos, até às duas semanas de idade, com temperaturas de 30ªC e a partir daí de 20 ªC. Devem usar-se camas confortáveis e limpas, colocadas em locais calmos, quentes e sem correntes de ar. Podem usar-se botijas de água quente envoltas em toalhas, ou aquecedores ou ventiladores, assegurando sempre uma correta circulação de ar. É também muito importante estimulá-los para fazerem as suas necessidades, massajando e limpando a zona anal e genital, simulando o ritual de limpeza executado pela mãe. Por volta das 3 semanas, os cachorros começam a urinar e a defecar sozinhos, sendo aconselhável estabelecer uma zona própria para o efeito, com jornais por exemplo.

Devem alimentar-se com substitutos do leite próprios (que devem ser aquecidos), usando-se biberões e tetinas adequados às dimensões e características dos cachorros. Quando perderem interesse, o que acontece frequentemente, deve fazer-se um intervalo estimulando-os a urinar, tentando novamente o aleitamento. 



O período de socialização dos cachorros ocorre entre o 1º e 3º mês de vida. Nesta fase é muito importante a exposição a diferentes estímulos e brincadeiras, para que não se desenvolvam comportamentos indesejados e fobias na idade adulta. 

Nas primeiras semanas de vida deve estar especialmente atento a determinados aspetos do seu animal nomeadamente o apetite, atividade e o crescimento. 

Cuidados importantes são também a correcta desparasitação, que pode ser efetuada por médico veterinário a partir dos 15 dias de idade. 

Enquanto o cachorrinho não estiver vacinado contra as principais doenças, ele não deve entrar em contacto com outros animais, especialmente se estes não estiverem vacinados.