Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 14 Fev 2018 Um Plano Municipal para todas as juventudes Gaia será, ainda, candidata a Capital Europeia da Juventude
Foi um dia 14 de fevereiro dedicado à juventude. O Auditório Municipal de Gaia recebeu a apresentação pública do Plano Municipal da(s) Juventude(s), da parte de tarde, e uma iniciativa de sensibilização contra a violência no namoro, da parte da manhã, que envolveu dez estabelecimentos de ensino do concelho. 
Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Gaia, quer que o Plano Municipal da(s) Juventude(s) seja um documento "polissémico e multidimensional”. "Polissémico porque deve olhar para a juventude como uma diversidade de subgrupos; e multidimensional porque vai olhar para as respostas das políticas públicas como respostas muito heterogéneas”, explicou. Para o autarca, "se para uns jovens as questões da formação e do emprego são prioridades absolutas, noutros casos o acesso à leitura e às redes sociais são ainda algo pouco palpável”, explicou.
Na ocasião, Eduardo Vítor Rodrigues revelou que Gaia vai apresentar uma candidatura a Capital Europeia da Juventude. Mas não vai esquecer as iniciativas de âmbito local. "Se temos essa ambição europeia também não esquecemos aqueles que, no âmbito local, são tão ou mais extraordinários. Queremos chegar a subgrupos de jovens que não fazem parte de associações, que não estão envolvidos, mas que estão carentes de políticas públicas que os emancipe e transmita um processo de discriminação positiva”, salientou.
O Plano Municipal da(s) Juventude(s) começou a ser construído em 2015. Trata-se de um plano aberto à participação dos jovens e dos agentes de juventude e que conta com um conjunto de compromissos estabelecidos até 2022. "É louvável quando planos municipais e instrumentos de políticas públicas não são um produto mas sim um processo de participação”, esclareceu Carlos Pereira, em representação do Instituto Português do Desporto e da Juventude. Por sua vez, para Hugo Carvalho, Presidente do Conselho Nacional de Juventude, "Gaia deu um salto de ‘nada ter’ para a dianteira das políticas de juventude a nível nacional”.
De manhã, as iniciativas de sensibilização contra a violência no namoro levaram ao palco performances de teatro, exibições de vídeos e momentos musicais. A temática da violência no namoro é, para Eduardo Vítor Rodrigues, "uma prioridade”, acrescentando que "às vezes, os problemas sociais mais graves são aqueles que estão mais ocultos”.
O evento ficou ainda marcado por uma atuação da Academia de Música de Vilar do Paraíso.