Notícias 22 Out 2017 Tomadas de posse dos quinze presidentes de juntas de freguesia eleitos De Avintes a São Félix da Marinha, as cerimónias ficaram marcadas por discursos de compromisso
De 14 de Outubro, em Avintes, a 22 de Outubro, em São Félix da Marinha, decorreram as quinze cerimónias de tomada de posse dos órgãos autárquicos 2017-2021 das juntas e uniões de freguesia de Vila Nova de Gaia. Em todas as sessões, foi de compromisso que se falou. Conheça melhor os quinze presidentes das juntas e uniões de freguesia eleitos no passado dia 1 de outubro.

Arcozelo – Maria Adelina Pereira
Casada e mãe de dois filhos, nasceu e sempre viveu em Arcozelo, terra dos seus pais, avós e bisavós. Enquanto professora de Inglês e Português e formadora nas áreas de Línguas e Educação, dedicou a sua carreira profissional ao serviço público, tendo sido agraciada com o Prémio de Mérito – Liderança, atribuído a nível nacional pelo Ministério da Educação. Com uma grande participação na vida associativa da freguesia, acredita que "Arcozelo, situada entre o mar e o campo, é uma freguesia cheia de potencialidades para ter vida própria e mais dinâmica social, cultural, desportiva e de lazer”.

Avintes – Cipriano Castro
Casado e pai de uma filha, é natural de Avintes, onde nasceu e vive há 54 anos. Licenciado em Informática e empresário no ramo dos consumíveis informáticos, é um cidadão dedicado à causa pública e ao associativismo, sendo dirigente e sócio ativo de grande parte das associações e coletividades da freguesia. Presidente da Junta de Freguesia de Avintes desde 2013, lidera uma "equipa de mulheres e homens dedicados a Avintes e aos avintenses, que, com total entrega e disponibilidade, continuará a dar o seu melhor na defesa dos interesses da nossa terra”.

Canelas – Arménio Costa
Casado e pai de dois filhos, nasceu e cresceu em Canelas, onde sempre estudou e trabalhou. Com ligações de grande proximidade à comunidade canelense, é presidente da Junta de Freguesia desde 2013, onde tem "trabalhado com empenho e dedicação para promover o desenvolvimento da freguesia e dar melhores respostas às necessidades de todos os canelenses”. Lidera um "projeto de futuro para a nossa vila” e conta com o contributo de todos os canelenses.

Canidelo – Maria José Gamboa
Desenvolveu a sua atividade profissional enquanto assistente social e tem larga experiência na área da Ação Social, sendo membro das Confederações das Instituições de Solidariedade Social e vice-presidente da Associação de Proteção à Infância, em regime de voluntariado. Presidente da Junta de Freguesia de Canidelo desde 2013, acredita que "é preciso reunir esforços, assumindo, com determinação e esperança, que continuaremos a construir uma freguesia mais solidária”.

Grijó e Sermonde – César Rodrigues
Casado e pai de uma filha, é professor de Educação Física e tem licenciatura em Ensino Básico e uma pós-graduação em Administração Escolar. Foi presidente da Junta de Freguesia de Sermonde entre 2008 e 2013, tendo sido eleito presidente da União de Freguesias de Grijó e Sermonde em 2013. Orgulha-se de ter "concretizado muitos dos anseios da população, de ter tirado do papel intervenções que pareciam estar condenadas ao abandono” e de ter conseguido "provar com ações concretas que o empenho, o rigor e a dedicação são os únicos caminhos para o sucesso”. Para o futuro, compromete-se a lutar "para que Grijó e Sermonde se continuem a afirmar como terras de história e encanto no concelho de Vila Nova de Gaia”.

Gulpilhares e Valadares – Alcino Lopes
Iniciou a sua atividade autárquica no mandato de 1979-1982, integrado na lista do Partido Socialista, na condição de independente. Volvidos 37 anos, depois de liderar, nos dois últimos mandatos, listas independentes, é agora presidente da União de Freguesias de Gulpilhares e Valadares.

Madalena – Francisco Leite
Com formação superior na área da Filosofia, desenvolveu a sua atividade profissional no setor comercial em empresas como a Petrogal e a Repsol. É dirigente associativo desde os 20, tendo sido fundador do Clube Atlântico da Madalena, onde desempenhou funções de tesoureiro, vice-presidente, presidente e, atualmente, presidente da Assembleia Geral. É presidente da Junta de Freguesia da Madalena desde 2009 e para o próximo mandato tem a ambição de "concluir vários projetos e investimentos que estão em fase de desenvolvimento” e "centrar a atividade da Junta de Freguesia nas pessoas, procurando reforçar as respostas sociais e educativas e melhorar a oferta cultural, desportiva e recreativa”.

Mafamude e Vilar do Paraíso – João Paulo Correia
Com 40 anos de idade, é residente em Mafamude e pai de uma menina de três anos. Licenciado em Organização e Gestão de Empresas e deputado à Assembleia da República (2009/2011 e 2013/2017). Avança para um novo mandato com a mesma determinação e ambição: fazer mais e melhor pelas pessoas, por todas as gerações e pelo território de ambas as freguesias.

Oliveira do Douro – Dário Silva
Casado e pai de um filho, é professor, licenciado em História e mestre em História Contemporânea. Sócio de várias coletividades da freguesia, tem também uma participação ativa na comunidade enquanto dirigente em associações culturais, mutualidades e associações de pais. É presidente da Junta de Freguesia de Oliveira do Douro desde 2009 e acredita que a "freguesia de Oliveira do Douro é uma referência autárquica pelos seus projetos e realizações, mas também pela gestão rigorosa e transparente”. Avança com o "propósito de continuar a trabalhar com a mesma dedicação e empenho” e "para mobilizar as instituições e os oliveirenses para os grandes projetos que ajudem a construir uma freguesia mais moderna, bonita e solidária”.

Pedroso e Seixezelo – Filipe Lopes
Casado e pai de dois filhos, é licenciado em Gestão Financeira. Mantém uma relação de proximidade com o movimento associativo local, integrando os órgãos de várias associações e coletividades da freguesia. É presidente da União de Freguesias desde 2013 e, desde então, "foram anos de total dedicação a Pedroso e Seixezelo”, tendo chegado ao final do primeiro mandato "com o sentimento de dever cumprido”. Assume um novo mandato com o objetivo de "melhorar a qualidade de vida das pessoas, alargar parcerias com as instituições e coletividades e promover e dignificar as freguesias de Pedroso e Seixezelo no contexto municipal e nacional”.

Sandim, Olival, Lever e Crestuma – Manuel Azevedo
Empresário na área da Construção Civil com ligações profundas à comunidade, foi sócio fundador da Olival Social, Associação para o Desenvolvimento de Olival. Foi presidente da Junta de Freguesia de Olival entre 2005 e 2013, ano em que assumiu a presidência da União de Freguesias de Sandim, Olival, Lever e Crestuma com o compromisso de realizar um "trabalho de proximidade e orientado para as pessoas, capaz de colmatar as dificuldades e necessidades da população e aumentar a qualidade de vida”. Avança para um novo mandato "com a vontade e determinação de prosseguir” o seu projeto, tendo em vista o desenvolvimento sustentável e inteligente do território.

Santa Marinha e São Pedro da Afurada – Paulo Lopes
Casado e pai de três filhos, é licenciado em Direito e foi responsável pelo Centro de Informação Autárquico ao Consumidor e Tribunal Arbitral de Consumo da Câmara Municipal de Gaia. É presidente da União de Freguesias de Santa Marinha e S. Pedro da Afurada desde 2013 e teve oportunidade de realizar um "acompanhamento diário das necessidades mais prementes das populações” e de "contribuir para a solução concreta dos problemas”. Abraça este desafio para continuar "muito próximo e sempre disponível para ouvir as pessoas, tentar antecipar soluções e intervir preventivamente para que aquelas que são as duas mais belas freguesias de Vila Nova de Gaia possam progredir ainda mais”.

São Félix da Marinha – Carlos Pinto
Casado e pai de duas filhas, é empresário na área dos mármores e desenvolveu a sua atividade profissional na freguesia. Com uma ligação próxima ao movimento associativo local, foi presidente do Clube de Futebol de São Félix da Marinha e diretor do Centro de Recreio Popular de São Félix da Marinha. Lidera a Junta de Freguesia desde 2013, quando assumiu o compromisso de ser um presidente presente, "com sentido de grande responsabilidade e com muita dedicação e disponibilidade para trabalhar em prol da freguesia e das pessoas”. Pretende dar continuidade ao seu projeto autárquico, mantendo sempre a "postura de proximidade e diálogo com os cidadãos”.

Serzedo e Perosinho – João Morais
Funcionário bancário durante trinta anos, tem grande proximidade e experiência no movimento associativo local. Presidente da União de Freguesias de Serzedo e Perosinho desde 2013, trabalhou para devolver a credibilidade à autarquia, "com critérios de transparência e de proximidade entre as pessoas e as instituições”. Avança para um novo mandato "sem dívidas e rodeado de gente que quer participar no desenvolvimento da freguesia” e com "muita vontade de trabalhar em prol das nossas comunidades”.

Vilar de Andorinho – Serafim Teixeira
Casado e pai de dois filhos, é licenciado em Gestão de Recursos Humanos e Psicologia do Trabalho e técnico de Gestão em Recursos Humanos na EDP. Com ligações de grande proximidade à comunidade vilarense e ao movimento associativo, é sócio de diversas instituições da freguesia. Assumiu a presidência da Junta de Freguesia de Vilar de Andorinho em 2013, apostando "na proximidade com os cidadãos para garantir uma relação capaz de encontrar as respostas mais adequadas para as necessidades do território e das pessoas”. Assume a vontade de continuar a trabalhar "em prol da freguesia, que é de todos”, e contribuir para o desenvolvimento do território, das instituições e das pessoas.