Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 12 Dez 2016 Sting irá fechar a próxima edição do MEO Marés Vivas A banda britânica Bastille também já está confirmada
Depois do sucesso da edição de 2016, o MEO Marés Vivas elevou as expectativas para a próxima edição e as novidades começam a surgir. O músico britânico Sting é o cabeça de cartaz do último dia da edição de 2017, que decorrerá, ao contrário do previsto, entre 14 e 16 de Julho, na praia do Cabedelo, em Vila Nova de Gaia. Devido à agenda do artista britânico, que apenas podia atuar no dia 16 de Julho, no próximo ano o festival decorrerá entre sexta-feira e domingo. A juntar a Sting, foi entretanto confirmada a presença da banda britânica Bastille, que irá atuar no dia 14 de Julho.
Para Jorge Lopes, diretor da PEV Entertainment, este festival "tem tido um grau de sucesso muito equiparado ao longo dos anos, até pelas limitações de crescimento em termos de público”, esperando que a adesão para a próxima edição seja semelhante à anterior.
Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Gaia, admitiu ser "um orgulho” receber Sting em Vila Nova de Gaia, considerando que se trata de um artista que "encaixa perfeitamente no modelo do festival”.
O festival irá decorrer novamente na Praia do Cabedelo. Para Eduardo Vítor Rodrigues, este "é um dos festivais de maior respeito ambiental que não se realiza em qualquer reserva ambiental, ao contrário de outros”. O autarca acrescentao que as divergências que ocorreram com ambientalistas foram "pontuais” e que se percebeu que "o festival vale mais do que essas pequenas guerrilhas”.
Com um investimento semelhante ao que foi feito na edição anterior, a Câmara Municipal de Gaia irá apoiar o Marés Vivas 2017 com cerca de 250 mil euros, um valor que é "relativamente pequeno para aquilo que tem em termos de benefícios e retorno”, afiançou Eduardo Vítor Rodrigues.