Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 02 Nov 2016 Serviço de Voluntariado Europeu SOHO – European Training Course for EVS Support People
 
A Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia coorganizou uma ação de formação internacional sobre o Serviço de Voluntariado Europeu. O curso decorreu entre 3-7 de novembro e reuniu profissionais de juventude de 17 países europeus.

Promovido em parceira com a Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação, "SOHO – European Training Course for EVS Support People” apoiou a capacitação de promotores do Serviço de Voluntariado Europeu (SVE). O curso contou com 26 participantes e dois formadores, incluindo duas técnicas de organizações de Gaia, que promovem o SVE: a Cruz Vermelha Internacional e a GAIAC.

Esta iniciativa do Pelouro da Juventude resulta do projeto de construção do primeiro Plano Municipal da Juventude de Gaia.

«A coorganização deste curso foi uma importante oportunidade de aprendizagem para o município e permitiu alavancar o apoio que damos à capacitação de organizações, profissionais e voluntários dedicados ao trabalho com jovens e na área da juventude», destacou a vereadora da Juventude, Elisa Cidade.

A vereadora realçou ainda a oportunidade que esta experiência abriu para a construção de redes e sinergias.

«O trabalho que a Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação, a equipa de facilitadores deste curso e as nossas organizações locais de SVE fazem é fantástico e será muito interessante reforçarmos os laços de cooperação no futuro», referiu.

Ao nível dos participantes foi realçada a excelente organização e acolhimento que tiveram por parte do Município e da Agência Nacional, comprovando que Gaia tem todas as condições para acolher formações SALTO-YOUTH e outros eventos internacionais dedicados à juventude.

O Plano Municipal da Juventude de Gaia está a ser desenvolvido pelo Fórum de Cidadania e Juventude e prevê realizar uma auscultação alargado a jovens e agentes de juventude a partir de janeiro de 2017. Projetos internacionais, educação não-formal e voluntariado jovem são três das áreas que vão ser alvo de discussão para a futura estratégia local de juventude.