Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 09 Nov 2018 Quatro projetos de inovação social para Gaia Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa “apadrinhou” as iniciativas, que “não deixam ninguém para trás”
Numa cerimónia presidida pela ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, quatro projetos na área da inovação social foram apresentados, a 9 de novembro, nos Paços do Concelho. Com vista a serem implementados no território de Vila Nova de Gaia, estes projetos assegurarão apoios diversos a setores igualmente diferentes da sociedade.

Com o apoio da Fundação Gulbenkian, o «Wave by Wave» – que arrancou há dois anos em Cascais – irá destinar-se a crianças e jovens gaienses em risco, que a partir do próximo verão, terão aulas de surf, num projeto que tem como objetivo estimular a sua confiança. A expetativa é que alcance, na primeira fase, cerca de 240 crianças e jovens, que serão identificados com a ajuda dos agrupamentos escolares e da Câmara Municipal, que apoia o projeto através da empresa Águas de Gaia. O objetivo é usar o surf e o mar em processos de reabilitação psicológica.

Também apresentado nesta cerimónia foi o «Cantinho do Estudo», já levado a cabo pela autarquia e pela Fundação Manuel António da Mota. O projeto inclui-se no âmbito do POCH, eixo prioritário – qualidade e inovação no Sistema de Educação e Formação e tem como objetivo primordial a promoção do sucesso escolar, a capacitação de famílias e a criação de condições habitacionais propícias ao estudo. Irá abranger trezentas crianças de todos os agrupamentos de escolas de Gaia (150 por ano letivo) em condições específicas.

Já a Associação Leque pretende implementar, já este ano letivo, o «Um por tod@s», que tem como objetivo o combate às causas e efeitos do individualismo e da iliteracia sócio emocional em idades precoces, dotando as crianças de competências sociais e valores solidários, através da prática da cidadania ativa.

Finalmente, foi ainda apresentado o projeto «JN Solidário», que reúne quatro ações: encontros de saberes, cidadania pelo acesso crítico à informação, o "todos podemos ajudar" e uma festa que terá lugar no Parque da Lavandeira para juntar diferentes gerações.

"São projetos inovadores que não deixam ninguém para trás. Projetos que procuram incluir. Nuns casos o objetivo é aproximar gerações e com pequenas coisas fazer muito, noutros trata-se de criar respostas que complementem as respostas tradicionais", disse a ministra da Presidência.

No final da cerimónia, foram simbolicamente entregues as placas identificativas dos 15 Espaços do Cidadão de Vila Nova de Gaia, a funcionar nas suas freguesias desde o início do mês. Na ocasião, o presidente da Câmara de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, considerou que "o acesso a serviços públicos gera democracia" e lembrou que "a descentralização é um objetivo do Estado central, mas também das câmaras".

Fotografia: Mónica Joady | O Gaiense