Notícias 18 Nov 2017 Público do «Palavras Soltas» rendido à intérprete de «A pele que há em mim» Márcia foi a mais recente protagonista do ciclo de conversas musicadas
O cine teatro Eduardo Brazão voltou a receber mais um artista bem reconhecido do público para uma nova sessão do «Palavras Soltas». Desta vez, Márcia foi a protagonista, partilhando com a audiência alguns dos principais momentos que a marcaram enquanto cantora e compositora.

Embora se tenha formado em pintura, Márcia conciliou a sua formação académica com um curso de canto na escola de Jazz Hot Clube, tendo integrado ainda o grupo popular «Real Combo Lisbonense». Em 2009, lançou o seu primeiro trabalho a solo, sendo que daqui saiu uma das suas músicas mais conhecidas, «A pele que há em mim», nomeada para melhor canção na gala dos Globos de Ouro, em 2012. Em 2015, lançou o seu mais recente álbum de originais, «Quarto Crescente», gravado no Rio de Janeiro e produzido pelo músico Dadi Carvalho.



Enquadrado na iniciativa Cartão Municipal do Professor, o ciclo «Palavras Soltas» pretende ser, ao mesmo tempo, um momento em que os convidados recordam episódios marcantes das suas atividades profissionais. Na primeira fase, a iniciativa contou com a presença de artistas com percursos bastante distintos, nomeadamente: Os Azeitonas, Carlos Tê, Sérgio Godinho, Mafalda Arnauth, David Fonseca, Sara Tavares, Blind Zero, Richard Zimler, Miguel Miranda, Carlos Alberto Moniz, Mundo Segundo e Diogo Piçarra.

Miguel Ângelo será o próximo convidado, para uma sessão no cine teatro Eduardo Brazão, no dia 9 de dezembro. Os bilhetes estão à venda desde o dia 21 de novembro no local do evento (de terça a sexta-feira, das 09h00 às 12h30, e das 14h00 às 18h00 (à exceção das quartas-feiras onde o horário da bilheteira é das 14h00 às 18h00 e das 20h00 às 22h00). No dia do evento, e de acordo com a disponibilidade, os bilhetes poderão ser adquiridos entre as 14H00 e as 18h00, e a partir das 20h00) e no Auditório Municipal de Gaia (a 21 e 28 de novembro, e 5 de dezembro, entre as 20h00 e as 22h00). Com um custo de quatro euros, os funcionários municipais e os detentores do Cartão Municipal do Professor e/ou Passaporte Cultural têm direito a 50% de desconto em relação a esse valor (máximo de dois bilhetes por pessoa).