Notícias 11 Fev 2017 «Mais Voz à Juventude» perto de concluir a primeira fase Mais de 150 jovens já estiveram envolvidos nas sessões que pretendem apurar os desafios da juventude do concelho

Arcozelo, Gulpilhares e Valadares, Madalena, e Santa Marinha e São Pedro da Afurada são as quatro freguesias que vão fechar a primeira fase de auscultação do ciclo «Mais Voz à Juventude» no próximo sábado, dia 18 de fevereiro. Este projeto pioneiro da Câmara Municipal de Gaia pretende envolver jovens e agentes de juventude do concelho na construção da futura estratégia de juventude.

"Começámos com uma ideia e tem sido muito gratificante assistir não só à crescente adesão que tem havido, mas também à riqueza da participação dos nossos jovens”, declarou Elisa Cidade, vereadora da Câmara Municipal de Gaia.

O projeto inclui 25 sessões de trabalho, divididas em três rondas. Numa primeira fase, realizaram-se sessões nas 15 freguesias para perguntar aos jovens de cada região quais são os desafios que mais os preocupam. Numa segunda fase, que terá lugar em março, vão ser realizadas nove sessões para juntar diferentes grupos de jovens na procura de soluções para os desafios que tinham sido identificados. O ciclo termina com uma sessão final para juntar representantes dos jovens e decisores municipais no debate sobre como implementar essas soluções.

"Estamos a provar que temos uma juventude rica, plural, interessada e com um grande sentimento de comunidade. Todos os sábados ouvimos exemplos incríveis do que já está a acontecer em Gaia e do que poderia acontecer. Todas as semanas cresce a esperança de que este projeto contribua para uma mudança positiva na forma de encarar a juventude e o trabalho com jovens”, avançou Elisa Cidade. O êxito com que este projeto tem sido recebido é, para a vereadora, um sinal de optimismo, pois "poderemos estar mesmo a criar uma boa prática de participação jovem a nível nacional”.

«Mais Voz à Juventude» foi preparado com os contributos do Conselho Municipal da Juventude e de vários peritos de juventude. Está a ser dinamizado com o apoio das 15 juntas de freguesia de Gaia e do Conselho Nacional da Juventude.