Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 07 Fev 2017 Linha do metro vai estender-se de Santo Ovídio até Vila d’Este A expansão agora anunciada permitirá ainda construir uma ligação entre a Casa da Música e a estação de São Bento, no Porto
"Este é um dia histórico para Vila Nova de Gaia”. Foi desta forma que Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Gaia, descreveu o momento em que foram anunciadas as novas linhas a construir na Área Metropolitana do Porto entre 2018 e 2021. Os 290 milhões de euros disponíveis para a expansão do metro permitirão, assim, construir a linha de Vila Nova de Gaia até Vila d’Este (106 milhões de euros) e uma ligação entre a Casa da Música e a estação de São Bento, no Porto (181 milhões de euros), tal como anunciou o ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes. As obras arrancam em 2019 e deverão durar três anos para ambos os troços.
 
Com estas duas novas ligações, o metro irá crescer quase seis quilómetros no Porto e em Gaia, e somar sete novas estações à rede já existente. De acordo com o presidente do Conselho de Administração da Metro do Porto, Jorge Delgado, estas duas novas ligações permitem um maior ganho de receita e uma maior taxa de cobertura, tendo como base os estudos efetuados.

No que se refere a Gaia, a extensão da linha amarela será construída à superfície e terá três paragens: Manuel Leão (próxima da escola EB 2/3 Soares dos Reis e da RTP), Hospital Santos Silva e Vila D’Este (próxima da urbanização onde habitam cerca de 16 mil pessoas). Para Eduardo Vítor Rodrigues "este é um investimento que marca o presente mandato, a par da reconstrução do Hospital de Gaia, do alargamento da autoestrada A1, da reconstrução de três escolas EB 2,3 ou da construção de raiz de dois novos centro de saúde”. O autarca sublinha ainda que a expansão da linha do metro no concelho "não poderia ser um melhor exemplo de um investimento sustentável e de coesão territorial”. Vila Nova de Gaia é, atualmente, servida por uma única linha, com uma extensão de cerca de 2,5 quilómetros. "Com mais de 300 mil habitantes e com características policêntricas, o concelho há muito necessitava da extensão da linha amarela”, afirmou.

Para o futuro, o ministro do Ambiente anunciou que os estudos serão efetuados para uma ligação da Casa da Música até às Devesas, com a construção de uma nova ponte. A esta juntar-se-ão novas ligações a Gondomar, que ligará o Estádio do Dragão, por Contumil, até ao centro daquele concelho, e uma ligação entre o polo universitário da Asprela, junto ao Hospital de S. João e a Maia. "É da maior importância garantir, num futuro o mais próximo possível, toda a coesão territorial com os concelhos a norte e a nascente da cidade do Porto, e uma segunda ligação a Gaia, concelho densamente povoado”, referiu Matos Fernandes, acrescentando que no âmbito deste quatro comunitário de apoio (2014-2020) não será possível encontrar financiamento. 

Notícias Relacionadas