Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 11 Nov 2019 Inaugurada a Exposição «Cabrita: Obras na Coleção de Serralves» Mostra estará patente no Espaço Corpus Christi até 26 de janeiro
Um vislumbre sobre a evolução formal e concetual de Pedro Cabrita Reis (Lisboa, 1956), marcada pela combinação de memórias de gestos e ações da vida de todos os dias e pela utilização de um leque muito variado de materiais de grande simplicidade. É o que se pode esperar da exposição que foi inaugurada dia 11 de novembro, no Espaço Corpus Christi, no âmbito do acordo de integração do município de Gaia como Fundador de Serralves.
O trabalho de Pedro Cabrita Reis é marcado pela definição de uma linguagem poética própria, referenciadora de vários momentos da filosofia e da história da arte, e sediada num campo de memórias pessoais e coletivas invocadas e reconstruídas. O artista recicla reminiscências de gestos, ações, objetos e espaços primordiais do quotidiano, criando obras que adquirem um poder de associação que, transpondo o material e o visual, alcança uma dimensão metafórica, potenciando ao observador múltiplas hipóteses de experienciação.
A iniciativa está integrada num programa de exposições e apresentação de obras da Coleção de Serralves, especificamente selecionadas para os locais de exposição com o objetivo de tornar as obras acessíveis a públicos diversificados de todas as regiões do país. Como tal, este programa de itinerâncias percorre o país, apresentando diferentes exposições e obras em mais de 30 locais e municípios. A Fundação de Serralves, que este ano celebra o seu 30º aniversário, cumpre, assim, a sua missão de apoio efetivo à descentralização da oferta cultural.
A exposição «Cabrita: Obras na Coleção de Serralves» estará aberta ao público até 26 de janeiro, de terça-feira a domingo, das 10h00 às 18h00, no Convento Corpus Christi. A entrada é gratuita.