Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 25 Set 2018 Gaia acolheu encerramento da 1ª fase do projeto LOCARBO Foi feito um balanço da fase de aprendizagem e partilha de boas práticas entre todos os parceiros
A Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia acolheu, a 25 de Setembro, a sessão de encerramento da 1.ª fase do projeto LOCARBO, com a presença dos parceiros nacionais e internacionais do projeto. Este encontro teve como principal objetivo fazer um balanço da fase de aprendizagem e partilha de boas práticas entre os parceiros do projeto LOCARBO, fomentar o debate dos resultados obtidos na primeira fase e definir as próximas etapas para a segunda fase. 

Depois de uma intervenção de boas-vindas pelo vice-presidente da Câmara Municipal de Gaia, Patrocínio Azevedo, seguiu-se o testemunho de Alessandro Attolico, que transmitiu uma visão geral sobre a fase de aprendizagem do projeto. Seguiu-se o exemplo de Vila Nova de Gaia e o papel que o município tem desempenhado na melhoria da eficiência energética dos edifícios, através da promoção de medidas de eficiência energética em grupos-alvo específicos, como escolas, equipamentos desportivos, edifícios municipais e consumidores domésticos. Perante isto, serão implementadas medidas dentro de uma rede comunitária ativa e comprometida, promovendo novos comportamentos conscientes de energia.

Daniel Couto, administrador da Gaiurb, avançou com a explicação de algumas boas práticas que têm sido desenvolvidas no município, nomeadamente a remodelação do empreendimento habitacional de Vila d’Este. Este projeto de reformulação é o maior deste género na Europa e levou à melhoria do desempenho energético de 109 edifícios e 2085 residências, permitindo uma poupança anual de cerca de 838 mil euros. Além disso, o Município de Gaia implementou um extenso processo de reabilitação energética nas escolas municipais e equipamentos desportivos. Neste processo, a cooperação entre a autarquia e os beneficiários destes equipamentos (estudantes, professores e utilizadores em geral) foi essencial para mudar os comportamentos e as responsabilidades de cada um. 

Recorde-se que o LOCARBO é um projeto de cooperação que integra um total de sete parceiros, oriundos de seis países (Portugal, Itália, Hungria, Inglaterra, Roménia e Lituânia), que tem a duração de quatro anos e meio, estando, neste momento, completa a sua primeira fase. O projeto centra-se na eficiência energética dos edifícios, apoiando as autoridades locais e regionais a promover a alteração de comportamentos e dos padrões de consumo energético dos consumidores finais, através de serviços e produtos complementares, modelos de cooperação inovadores e integração de soluções tecnológicas inteligentes