Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 30 Jun 2018 «Fui prematuro. Sou Super Herói» Uma viagem pelo mundo da prematuridade
Foi em clima de grande cumplicidade e partilha que decorreu, no dia 30 de Junho, a inauguração da exposição «Fui Prematuro, Sou Super-Herói», no Convento Corpus Christi, na presença de alguns vereadores da Câmara Municipal de Gaia, de elementos da equipa do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho, dos pais e, claro, dos protagonistas deste trabalho, as crianças e jovens que nasceram prematuras. 

São 22 imagens, num total de 18 famílias participantes, com crianças e jovens de variadas idades que nasceram prematuros e foram tratados de forma exímia pelo Serviço de Neonatologia do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho. Ao longo desta viagem pelo mundo da prematuridade, os nossos protagonistas seguram numa fotografia deles tirada poucos momentos depois do seu nascimento, sendo que o jogo de cores de cada fotografia não é fruto do acaso. O contraste entre as cores e o preto e branco da imagem em prematuro simboliza a recuperação, a esperança na vida e a resiliência. 


A cerimónia começou com um testemunho emocionado de uma mãe que passou por esta experiência. "29 semanas é muito antes do tempo programado. Além de serem prematuros, eram rapazes, gémeos, filhos da prata da casa, o que é uma mistura explosiva. Foi mais uma angústia porque nós passamos por muitas incertezas quanto ao dia seguinte, a maior parte das vezes até quanto à hora seguinte. Felizmente, os meus meninos são do contra e portaram-se muito bem. Sou uma felizarda e não tenho nenhuma má notícia que me tenha acompanhado mas isto também só é possível graças a uma equipa que trabalha de uma forma incrível”, partilhou. 

Manuel Monteiro, vereador da Câmara Municipal de Gaia, começou por deixar uma palavra de agradecimento e apreço à equipa do CHVNG/E, que apelidou de "milagreira”. "O título dado a esta exposição é uma grande verdade. Estas crianças fizeram das fraquezas as suas forças para se tornarem super-heróis”, afirmou. 

A exposição continuará presente no Convento Corpus Christi até ao dia 15 de Julho.