Notícias 10 Nov 2017 Festa da música e tradição regressou à Afurada «Há Peixe!» na Afurada decorreu de 10 a 12 de novembro, entre o CIPA e o Centro Cívico
A festa que alia música e tradição regressou à Afurada durante três dias. De 10 a 12 de novembro, a terceira edição do «Há Peixe!» na Afurada, com apoio da Câmara Municipal, apresentou um programa repleto de atividades, com animação para todos os gostos e idades, atraindo centenas de pessoas à vila piscatória de Vila Nova de Gaia. 

O arranque teve lugar no dia 10, com um workshop para crianças no Centro Interpretativo do Património da Afurada (CIPA) sobre «Origamis no mar». Ao longo dos dias, estiveram ainda patentes, no mesmo espaço, duas exposições centradas nos «Trajes tradicionais das varinas», na «Rede» (Joana Vasconcelos) e nos «Bravos do mar» (José Carlos Teixeira). 

O cinema e a música também foram os protagonistas desta grande festa, com a projeção de filmes e fotografias antigas e da película «Segredos do Mar» (centrada na comunidade piscatória da Afurada em 1969). Do CIPA para o centro cívico, o público teve ainda a oportunidade de assistir a vários momentos de animação de rua, com os Mareantes do Rio Douro, o Duo Bailando e o Rancho Folclórico da Afurada.

O «Há Peixe!» na Afurada é, também, uma incessante procura de histórias e, por isso, houve uma sessão especial do «Palavras Soltas», no dia 10 de novembro, com o letrista e escritor português Carlos Tê e o músico Rui Paulino David. No dia seguinte, houve uma tertúlia sobre a vida dos pescadores dedicados à pesca do bacalhau.

Uma vez mais, o «Há Peixe!» na Afurada foi um convite a uma viagem no tempo, repleta de tradições e de memórias que devem ser uma herança cultural comum a todos os gaienses. Numa partilha de histórias do mar, de histórias dos antepassados e num roteiro único pela freguesia, a festa voltou à freguesia, fazendo ecoar a frase que mais se ouve pelas ruas naqueles dias: «A Afurada é linda»!