Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 14 Jul 2018 Espaços com história “respiraram” a essência do FIMG Festival Internacional de Música de Gaia encerrou com concerto da soprano Elisabete Matos
De 9 de Junho a 14 de Julho, vários locais emblemáticos da cidade foram «invadidos» por violinos, pianos, violoncelos e vozes vibrantes. Assim se faz o Festival Internacional de Música de Gaia, que este ano viveu a sua 25.ª edição. O concerto de encerramento decorreu no dia 14 de Julho, perante um Auditório Municipal repleto de amantes da música contemporânea. Com obras de Berlioz, Duparc e Mozart, o concerto de encerramento trouxe, pela primeira vez, ao festival a soprano portuguesa Elisabete Matos, que interpretou a obra «Nuits d’été» para voz e orquestra de Berlioz.

Mas a 25.ª edição do Festival Internacional de Música de Gaia fez-se de muitos outros momentos. Destaca-se, ainda, o recital de piano por Abdel Rahman El Bacha, pianista e compositor libanês radicado em França. Sendo um dos mais destacados músicos oriundos do Médio Oriente das últimas décadas do século XX, Abdel é solicitado para tocar nos centros musicais mais importantes do mundo, como o Festival de Salzburgo, Concertgebouw de Amesterdão ou o Herculessal de Munique. A sua arte baseia-se no conhecimento profundo da essencialidade de cada obra e das leis intrínsecas que a regem.


O Mosteiro de Grijó recebeu, ainda, o projeto musical «Clarines de Batalla», uma reunião em torno do estudo e interpretação da música esplêndida compilada pelo frade franciscano Martín y Coll, protagonizada por Vicente Governor (trompetista), Abraham Martínez (organista) e Álvaro Garrido (percussionista). 

De Amesterdão também chegou o Trio Vermeer. Formado por membros da orquestra do Concertgebow e considerado um dos mais importantes grupos de música de Câmara da Holanda, este trio (violino, violoncelo e piano) apresentou obras de Beethoven, Schumann e Smetana.

Entre concertos e recitais, houve ainda espaço para uma conferência realizada por Gonçalves Guimarães e inteiramente dedicada à música e aos músicos na vida de Teixeira Lopes.


Ver vídeo sobre abertura do 25º FIMG: