Notícias 15 Mar 2017 Elevador nos Paços do Concelho é mais uma aposta nas acessibilidades para todos A inauguração foi presidida pela Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes

No dia 15 de Março foi dado mais um passo importante no trabalho que a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia tem procurado promover no sentido de criar condições igualitárias de acessibilidade. A inauguração do elevador no edifício dos Paços do Concelho, cujo acesso é efetuado pela área dos serviços administrativos, integra a primeira fase de um processo que tem como objetivo conceber melhores acessibilidades para todas as pessoas, num momento que contou com a presença da Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes.


Tratando-se de um imóvel emblemático, enquanto imagem da Edilidade, era importante não desvirtuar a sua identidade e, como tal, a intervenção efetuada foi delicada e pouco intrusiva. A empreitada, cujo valor rondou os 63 mil euros e durou sensivelmente seis meses, "é o primeiro passo para garantir que todos tenham acesso ao salão nobre e à presidência, numa estratégia que a autarquia pretende que abranja todos os equipamentos do Município”, explicou Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Gaia, para quem esta "não é uma inauguração de uma obra de milhões de euros mas sim uma pequena obra, um ato simbólico que, para nós, significa muito e fará toda a diferença”. Num exercício de plena cidadania, todas as pessoas terão agora acesso às reuniões públicas do executivo camarário e qualquer outro evento que se realize no Salão Nobre da Câmara Municipal de Gaia.

Posteriormente, serão ainda colocados rampeamentos nos serviços técnicos do Município e instaladas casas de banho para pessoas com mobilidade reduzida. Mas o trabalho não fica por aqui. "Vão ser realizadas obras no antigo edifício da PSP, localizado na Avenida da República, para ali serem instalados serviços de atendimento municipais à face da rua e, deste modo, responder de perto às necessidades de pessoas com mobilidade condicionada”, assegurou Eduardo Vítor Rodrigues.

Ana Sofia Antunes mostrou a sua satisfação por fazer parte de uma iniciativa que se assume como "mais um passo rumo a melhores acessibilidades disponíveis neste concelho para permitir igualdade a todos os seus munícipes”, acrescentando: "gosto de inaugurar estas pequenas obras que por vezes não temos a noção que na vida das pessoas com mobilidade condicionada, por razão de uma deficiência ou mesmo pela idade avançada, fazem toda a diferença”. Para a secretária de Estado, todas as câmaras municipais devem, dentro das suas capacidades, procurar investir na formação de técnicos para que, cada vez mais, as acessibilidades entrem nas rotinas dos municípios como algo inato.

Para o Município de Vila Nova de Gaia, por sua vez, a eliminação de barreiras arquitetónicas no espaço público, nas zonas comuns e nos interiores dos edifícios do parque habitacional social e nos serviços municipais constituirá uma das prioridades a prosseguir.