Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 02 Dez 2016 Eduardo Vítor Rodrigues anunciou medidas para o próximo ano letivo Ao mesmo tempo foi feito um balanço da ação educativa do executivo
"Temos agendada para 2017 a transição do vermelho para o verde e estamos no grupo dos municípios que honra os seus compromissos”. A declaração de Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Gaia, marcou a sessão de balanço da ação educativa municipal entre 2014 e 2016, que decorreu a 2 de Dezembro, na Escola Básica de Sá, em Arcozelo, uma das 44 que foram remodeladas nestes três anos. Desde que tomou posse, em 2013, foi possível "diminuir o passivo municipal em cerca de 80 milhões de euros”, permitindo agora "estabilizar o município”. Face à eliminação do pagamento de juros de mora, que em 2014 e 2015 chegou a cerca de 3 milhões de euros, Eduardo Vítor Rodrigues prometeu aplicar o dinheiro que agora será possível poupar com o pagamento atempado a credores nas áreas da educação e ação social

Assim, entre as novidades anunciadas para o próximo ano letivo estão a entrega das fichas de exercícios aos alunos do primeiro ciclo (medida que irá complementar a oferta dos manuais escolares pelo Governo) e o alargamento do programa de apoio ao segundo e terceiro ciclos, com a oferta de quatro manuais escolares, em vez dos atuais dois. Com o intuito de apoiar os alunos de Gaia que terminem o 12.º ano de escolaridade ou que terminem um curso superior e não consigam entrar de imediato no mercado de trabalho, Eduardo Vítor Rodrigues pretende ainda criar estágios profissionais remunerados na Câmara Municipal e nas empresas municipais. 

No próximo ano serão ainda construídos vários pavilhões, como o Pavilhão Municipal de Avintes, e, paralelamente, do orçamento da Câmara sairá cerca de 1,5 milhões de euros para apoiar a remodelação de três escolas EB 2/3 do concelho (Costa Matos, Sophia de Mello Breyner e Valadares). Para o presidente, este sistema de manutenção de escolas deve ser um exemplo para todo o país uma vez que a aposta deverá ser feita em intervenções e trabalhos nos equipamentos já existentes, em vez de se focarem em grandes infraestruturas. 

A reabilitação do parque escolar de proximidade é um exemplo dos resultados concretos da intervenção municipal, sendo que nos últimos três anos foram requalificadas 44 das 105 escolas do 1.º ciclo e do pré-escolar, num investimento a rondar os 5 milhões de euros. A reabilitação do parque escolar vai continuar nos próximos anos, numa lógica de manutenção contínua das escolas de proximidade, criação de condições de educação a todas as crianças e de valorização da comunidade educativa. 

A visita continuou na Escola Básica de Lagos, em Vilar do Paraíso, tendo-se seguido um encontro com as associações de pais o auditório da escola secundária Almeida Garrett.

Notícias Relacionadas