Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 21 Mai 2018 Corredor Verde da Ribeira do Espírito Santo foi inaugurado Iniciativa incluiu, ainda, visita a duas requalificações no litoral
Numa visita a Vila Nova de Gaia, Célia Ramos, secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, assistiu à demolição do apoio de praia na praia da Areia Branca, na Aguda (junto ao Parque de Dunas da Aguda), visitou a intervenção de reforço da protecção costeira da praia da Granja e, ao final da manhã do dia 21 de Maio, presidiu à inauguração do corredor verde da Ribeira do Espírito Santo, em Arcozelo. Trata-se de uma extensão de 1,8 quilómetros que já se encontra em utilização, sendo que o projeto foi realizado pela empresa municipal Águas de Gaia e o financiamento partiu da Agência Portuguesa do Ambiente. Estas três intervenções de requalificação do litoral da cidade de Gaia implicaram um investimento de cerca de 750 mil euros.

Para Célia Ramos, estamos perante um conjunto de intervenções "diversificadas, todas elas, no passado, muito ligadas às questões da valorização de percursos pedonais e outras à valorização das áreas costeiras, e hoje cada vez mais visando a sua proteção, através da recarga de areia nas praias e da melhoria do estado de conservação de algumas obras de estabilização costeira”.  

Sobre a abertura oficial do corredor verde da Ribeira do Espírito Santo, Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara de Gaia, acredita que esta é, apenas, uma inauguração simbólica, uma vez que este espaço já é usufruído pelas pessoas há semanas. "Esta é, também, uma oportunidade para prestarmos contas do que fizemos aqui e deste trabalho de articulação que queremos que se mantenha numa lógica de parceria. Significa que estamos a inaugurar uma obra que já foi inaugurada pelos cidadãos, e é assim que tem de ser”, acrescentou. 

No sentido de "defender todo o sistema dunar e criar condições para uma boa época balnear, Pimenta Machado, vice-presidente da Agência Portuguesa do Ambiente, adiantou, ainda, que o próximo passo será a transferência das areias da Aguda para a Granja. "O procedimento já foi lançado, está a decorrer a parte administrativa, mas ainda este ano vamos fazer essa transferência da areia da Aguda para a Granja, onde ela é importante e faz falta”, concluiu.