Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 24 Jan 2017 Condutores já têm alternativa ao pagamento do pórtico de Gulpilhares Ligação da Rua das Ameixoeiras à Avenida dos Combatentes do Ultramar inaugurada

Desde o dia 24 de janeiro que os condutores podem evitar o pórtico de portagem da A29 em Gulpilhares, graças à inauguração da via alternativa projectada e financiada pela Câmara Municipal. Para quem circula no sentido Norte/Sul, após sair da A44/A29 para Vilar do Paraíso/Francelos o trajeto faz-se pela Avenida dos Combatentes do Ultramar (antiga EN109) e ruas das Ameixoeiras, Sérgio Vieira de Melo e das Moutadas; no sentido oposto deverá tomar, na A29, a saída para Gulpilhares, seguindo pelas ruas Sérgio Vieira de Melo, Ameixoeiras e Avenida dos Combatentes do Ultramar.

Para o presidente da Câmara Municipal, a concretização desta via alternativa "foi uma resposta local a um disparate central. Ninguém compreendia, e não compreende, a localização deste pórtico. Em primeiro lugar porque a autoestrada foi construída em cima da estrada nacional”, recordou. Eduardo Vítor Rodrigues salientou ainda que quando tomou posse, em 2013, deu início a um "processo negocial tranquilo, numa base de diálogo”, mas a deslocalização do pórtico seria impossível.
Este foi um dos compromissos assumidos por Eduardo Vítor Rodrigues ainda enquanto candidato à presidência da autarquia, em 2013. "É uma alternativa paralela à autoestrada que permite que os moradores, fazendo um pequeno desvio para o interior de Gulpilhares, acedam às praias e à zona de habitação sem terem de passar por pórtico”, destacou ainda.
Os trabalhos, com um custo global de cerca de 200 mil euros, arrancaram em setembro do ano passado, depois de "um processo de expropriação amigável” e da aquisição de uma parcela de terreno que permitiu a construção da nova via. Esta obra, acrescentou o autarca, "insere-se num projeto já em curso de reabilitação de toda a rede viária envolvente, da qual sobra a rua das Moutadas, que é a etapa final”.