Notícias 15 Nov 2017 CHVNGE inaugurou aparelho de TAC único num hospital público da Península Ibérica Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, presidiu à cerimónia
Na presença do ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, e do presidente da Câmara Municipal de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, o Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho (CHVNGE) inaugurou, no dia 15 de novembro, um aparelho de Tomografia Axial Computorizada (TAC) de terceira geração, o primeiro a ser instalado num hospital público da Península Ibérica, e um angiógrafo. Com o objetivo de fazer face a uma lista de espera de duzentos doentes, os dois equipamentos foram instalados no serviço de Cardiologia, tendo o investimento ultrapassado os 2 milhões de euros (1,7 milhões, que custearam o aparelho de TAC, foram doados pela família do empresário Américo Amorim – ali representado pela filha, Luísa Amorim – e o angiógrafo foi pago pelo CHVNGE).
De acordo com Vasco Gama Ribeiro, diretor do serviço de Cardiologia do centro hospitalar, o angiógrafo "vai encurtar as listas de espera de doentes a necessitar de cateterismo”, ao passo que o novo equipamento de TAC representa "uma reviravolta muito grande em termos de imagem da Cardiologia, porque vai permitir estudar mais doentes, mais rapidamente e com mais qualidade, estudando ao mesmo tempo a função integrada com a imagem, o que é um novo paradigma na Cardiologia”.
Por sua vez, Adalberto Campos Fernandes justificou a sua presença neste dia tão importante para a equipa do CHVNGE com a "fortíssima vaga de investimento no Serviço Nacional de Saúde” que está em curso. Se "os primeiros dois anos da legislatura foram muito intensamente consagrados ao capital humano”, (…) "sempre dissemos que na segunda metade haveria que resolver o problema das dívidas, dos pagamentos em atraso e começar uma vaga fortíssima de investimento”, concluiu.
A cerimónia e visita incluíram ainda o descerramento do busto de Américo Amorim e um momento de homenagem a alguns profissionais, nomeadamente: Jaime Neto, Fernanda Dias e Maria Lurdes Costa (do Conselho de Administração), José Neves (diretor de Ortopedia), José Tavares Fortuna (diretor de Obstetrícia/Ginecologia), Hernâni Lencastre (diretor da UGI Tórax) e Ramalho de Almeida (diretor de Pneumologia).