Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 28 Out 2016 «Cem anos na Praia da Aguda»: apresentada a segunda edição do livro O lançamento decorreu na Estação Litoral da Aguda

Depois do sucesso da primeira edição, a permanente recolha de registos fotográficos permitiu elaborar a segunda edição do livro «Cem anos na Praia da Aguda 1888-1988», que foi apresentada a 28 de Outubro, na Estação Litoral da Aguda. Da autoria de Mike Weber, Paulo Jesus e Assunção Santos, com o apoio da Câmara Municipal de Gaia e editado pelas Edições Afrontamento, a obra contém mais de 250 imagens novas, únicas e valiosas, com textos, novos recortes de jornais e outros documentos essenciais para entender a evolução da Praia da Aguda ao longo de cem anos.

"A praia da Aguda deve ter um feitiço especial”, lê-se, desde logo, no prefácio desta obra, escrito por Francisco Barbosa da Costa, responsável pela apresentação do livro. Michael Weber é disso um exemplo incomparável. Vindo do centro da Europa, o Mike (como é conhecido) apaixonou-se e lá permaneceu até aos dias de hoje. "A partir da sua vivência e experiência, escreve livros, muitos e belos livros, sobre a terra, sobre o mar e sobre a vida desta comunidade”. A ele juntaram-se Paulo Jesus e Assunção Santos e, em permanente colaboração, concluíram este trabalho, "fruto de uma exaustiva recolha de textos escritos, testemunhos orais, fotografias antigas e de variados outros elementos gráficos e iconográficos”, descreveu Francisco Barbosa da Costa.

Recorde-se que a primeira campanha de recolha de fotografias antigas foi lançada em 2000 e permitiu publicar o primeiro livro em 2002, reconstruindo a história da praia da Aguda através de imagens das suas gentes, dos edifícios e das atividades profissionais, sociais, religiosas e desportivas que mais marcaram a região. Esta segunda edição, cujo lançamento contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, é mais alargada e enriquecida, tentando mostrar, através de imagens e documentos antigos, o início e a evolução de um pequeno aglomerado populacional à beira-mar.