Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 29 Mai 2019 Câmara de Gaia quer reforçar as ferramentas de participação dos cidadãos Autarquia assinou um protocolo com o Instituto das Cidades Inteligentes
A Câmara Municipal de Gaia e o Instituto das Cidades Inteligentes (ICI) assinaram, a 29 de Maio, um protocolo que visa dotar a autarquia de ferramentas de participação dos cidadãos. O objetivo passa, por exemplo, por monitorizar informaticamente ocorrências, bem como pedidos de cidadãos ou intervenções no terreno, para "fazer a avaliação e o acompanhamento do processo, garantir que tudo corre bem e quando não corre bem, perceber porquê”, descreveu Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Gaia, acrescentando: "queremos evoluir para o reforço de uma componente de atendimento em que o cidadão seja, não apenas um cidadão que reclama, mas um cidadão que participa e veja resultados concretos dessa participação (…) Andamos muito à procura do conceito de ‘smart cities’ ligado às questões do espaço urbano, mas queremos evoluir para o reforço de uma componente de atendimento com resultados práticos e concretos”. 
Na conferência «Boas práticas em soluções tecnológicas para as autarquias», foi apresentado o exemplo de sucesso da cidade de Curitiba, no Brasil, de forma a adaptar esta experiência à realidade local. A prefeitura desta cidade, por exemplo, utiliza um programa de atendimento personalizado que implica o cadastro de cada um dos cidadãos numa plataforma única que tem vários canais, desde aplicações de telemóvel, a ‘chats’, registos online, entre outros. "Curitiba tem vindo a acumular experiência e prémios como uma das cidades mais inteligentes do mundo”, descreveu Eduardo Vítor Rodrigues, admitindo que o objetivo não passará por importar o método mas adaptar instrumentos flexíveis. 
Fabrício Zanini, presidente do Instituto das Cidades Inteligentes, por sua vez, acredita que o objetivo passará por "conseguir medir a satisfação do cidadão em relação à Câmara como um todo” e, em última análise, "monitorar a atuação do presidente da Câmara”. A funcionar há duas décadas, o ICI tem procurado melhorar a vida das pessoas e transformar as cidades. 
A conferência contou, ainda, com a presença do secretário de Estado Adjunto e da Modernização Administrativa, Luís Goes Pinheiro.