Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 14 Jul 2018 Câmara de Gaia apoia instituições locais com mais de dois milhões de euros Cerimónias de formalização de acordos de colaboração decorrem no dia 14 de Julho
Com a consciência de que as instituições locais se deparam diariamente com dificuldades, o orçamento municipal de Gaia é um instrumento financeiro ao serviço de uma política virada para as pessoas, com um justo equilíbrio entre as freguesias e uma afirmação inequívoca de confiança nas instituições locais – sejam culturais, desportivas ou sociais –, apostando na sua capacitação, no seu desenvolvimento sustentável e na oferta de serviços aos cidadãos que ambicionam proporcionar. Para materializar este compromisso, a Câmara Municipal de Gaia formalizou no dia 14 de Julho, em duas cerimónias distintas, a entrega dos acordos de colaboração para apoio a instituições do concelho (Quartel da Serra do Pilar) e a entrega dos Contratos-Programa de Desenvolvimento Desportivo (Centro de Alto Rendimento – Pavilhão Desportivo Municipal de Gaia).



No total, foram cerca de dois milhões de euros (excluindo as comparticipações não financeiras) que irão permitir que as instituições do concelho desenvolvam as suas atividades com maior alívio financeiro. Dos acordos que foram estabelecidos com as juntas de freguesia, os apoios financeiros destinam-se a comparticipar a edição de 2018 dos Jogos Juvenis e as festividades de verão deste ano, auxiliando-as, ainda, ao nível de equipamentos e serviços sociais e no apoio que prestam à população idosa. Por sua vez, os apoios financeiros às entidades desportivas do concelho surgem do papel da autarquia enquanto promotora da atividade física como instrumento essencial para a melhoria da condição física, qualidade de vida e saúde dos cidadãos.

Para Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Gaia, "o principal papel da Câmara, o meu papel enquanto presidente, é saber ouvir as instituições, promover o trabalho em rede e contribuir para a sustentabilidade das instituições com diversos tipos de apoios municipais”, acrescentando, ainda, ser "importante que a comunidade se interesse por conhecer o trabalho das suas instituições, contribuindo ativamente para a sua sustentabilidade”.