Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 28 Jun 2019 Câmara atribui 4 milhões em apoios a instituições e juntas de freguesia Cerca de 160 acordos de colaboração e contratos-programa e interadministrativos foram aprovados por unanimidade
A Câmara Municipal aprovou, em reunião extraordinária realizada a 27 de junho, um vasto conjunto de apoios a atribuir a instituições, clubes, corporações de bombeiros do concelho e juntas de freguesia, num valor total de cerca de 4 milhões de euros. Distribuído por cerca de 160 acordos de colaboração, contratos-programa e contratos interadministrativos de delegação de competências para as juntas e uniões de freguesias, este valor abrange quatro eixos: colónias balneares, atividades de Verão para terceira idade, festividades de Verão e repintura de passadeiras.

Justificando estas propostas no início da reunião de câmara, o presidente da autarquia lembrou o "momento financeiro” que permite a sua concretização, cumprindo assim o compromisso anteriormente assumido de que que "em cada ano que o município estivesse melhor financeiramente, isso refletir-se-ia nos apoios”.

Para as juntas de freguesia segue cerca de um quarto do total destes apoios, com destaque para a atribuição de 127.500 euros para a repintura de passadeiras e para gestão e manutenção de sinalética, valor que, destacou Eduardo Vítor Rodrigues, será "tanto quanto as freguesias quiserem” e objeto de reforço quando necessário.

Também as corporações de bombeiros foram contempladas, destacando-se a de Crestuma, que receberá 330 mil euros para conclusão da obra do quartel, uma empreitada que, recordou o autarca, "se arrasta há 20 anos". Somam-se instituições como ranchos folclóricos ou clubes, que receberão verba para arranjo de instalações, entre outras vertentes, como o apoio à atividade na formação.

De destacar ainda os 188 mil euros para custear integralmente as inscrições dos atletas de formação através de pagamento direto às associações de modalidade, "uma forma de ajudar os clubes e as famílias que, assim, ficam desoneradas deste encargo. E o apoio direto serve para que o clube não tenha tentação de usar o dinheiro para investir nos seniores", explicou ainda.

No que diz respeito às IPSS, foram abrangidas associações e equipamentos sociais que trabalham na área da deficiência, terceira idade e infância, e crianças.