Notícias 10 Mar 2017 Badminton é a nova modalidade dos Jogos Juvenis de Gaia A edição deste ano conta com uma parceria com o ISMAI e o IPMAIA

Depois do enorme sucesso registado no ano passado, com a participação de mais de 1.500 crianças, a edição de 2017 dos Jogos Juvenis chega com uma novidade: o badminton fará, pela primeira vez, parte da competição. Chega-se, assim, a um lote de 11 modalidades onde se inclui, desde o ano passado, o desporto adaptado.

Andebol, atletismo, basquetebol, futebol, ginástica, natação, ténis de mesa, voleibol, xadrez, desporto adaptado e badminton. São estas as modalidades da edição deste ano, cuja fase de freguesias está já a decorrer e se prolonga até ao mês de abril. Seguem-se a fase concelhia, ao longo de maio e junho, e as finais, a 3 de junho, culminando na festa de encerramento e entrega de prémios, a 10 de junho.

A edição deste ano conta com uma parceria com o ISMAI e o IPMAIA. Isto porque além da competição, os Jogos Juvenis trarão, também, dois debates a Gaia. O primeiro, agendado já para 30 de março, versará sobre o tema «Desporto individual/desporto coletivo – uma escolha difícil». O segundo debate acontecerá a 18 de maio e intitular-se-á «Uma referência no desporto», cabendo a moderação a Rui Cerqueira. Do programa deste ano consta ainda, a 12 de abril, uma ação de formação creditada que abordará «Futebol, voleibol, ténis de mesa e atletismo».

A ex-atleta Rosa Mota será a madrinha da edição de 2017 dos Jogos Juvenis de Gaia, enquanto Jorge Tormenta, antigo selecionador nacional de andebol, será o padrinho. São, também, já conhecidos os padrinhos das diferentes modalidades, onde constam nomes como Domingos Paciência, no futebol, Vanessa Fernandes no atletismo, Miguel Martins, no andebol, Miguel Miranda, no basquetebol, ou Pedro Bártolo, no desporto adaptado.

Na cerimónia de apresentação do evento, que decorreu a 10 de Março, o vereador do Desporto da Câmara de Gaia destacou que "os Jogos Juvenis – um evento extraordinariamente importante, que irá marcar milhares de gaienses – pretendem ser uma lição para todos”. José Guilherme Aguiar recordou "a importância que a iniciativa teve para o desenvolvimento desportivo do país”, nas suas já mais de trinta edições, e aproveitou para sublinhar a "manifestação de parceria” que representam e, ainda, a sua missão de "ensinar às nossas crianças que devem dar o seu melhor, mas sabendo que só um é que ganha”.

A "madrinha” Rosa Mota marcou também presença e enalteceu o papel dos Jogos Juvenis ao darem uma "oportunidade, a todos os jovens, de praticarem uma modalidade”, lembrando que sairão daqui "mais preparados para a vida”. "Quando os jogos acabarem vão ter mais amigos, e só por isso já vale a pena”, congratulou-se a medalhada de ouro em Seul. Já o "padrinho” Jorge Tormenta felicitou a Câmara de Gaia por desenvolver "um projeto de sensibilização desportiva e levar o desporto a todos”. "Que a prática desportiva seja aproveitada para fazer melhores adultos”, vaticinou.

A encerrar a cerimónia, o presidente da autarquia gaiense destacou, também, o "sentido pedagógico” dos Jogos Juvenis, decisivos para formar "jovens mais envolvidos, mais disciplinados e, no futuro, melhores cidadãos”. Eduardo Vítor Rodrigues lembrou, ainda, o investimento do seu executivo na área do desporto, em duas vertentes – por um lado, na formação e no apoio à formação, e, por outro, na requalificação dos equipamentos desportivos do município, que tem representado um "investimento significativo”.