Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Notícias 10 Jun 2018 Areinho de Avintes: a nova frente fluvial de Gaia Inauguração incluiu um concerto da fadista Ana Moura
Depois de uma requalificação integral orçada em 1,5 milhões de euros, paga pelo Município de Vila Nova de Gaia (com uma comparticipação da empresa Águas de Gaia), o Areinho de Avintes apresentou a sua nova imagem ao público, numa cerimónia que decorreu no dia 10 de Junho. Em causa está uma requalificação integrada num projeto global que começa na escarpa da Serra do Pilar e visa a frente ribeirinha de Gaia, numa extensão de 17 quilómetros junto ao Rio Douro. Depois de uma reformulação integral, com intervenções ao nível das águas pluviais, saneamento, passeios, ciclovia, zona de merendas, entre outras, este é o primeiro capítulo de uma nova vida para o Areinho de Avintes.


"Esta era uma ambição muito antiga dos avintenses e minha, de um modo particular. As pessoas há muito que desejavam ver esta zona requalificada e foi possível graças ao apoio da Câmara Municipal de Gaia”, disse Cipriano Castro, presidente da Junta de Freguesia de Avintes.

Para Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Gaia, apesar de esta ser uma zona muito importante, o seu potencial não está a ser devidamente aproveitado, em termos turísticos, económicos e de lazer. "Embora tenha sido financeiramente pesada, esta é uma obra que se justifica, primeiro porque reabilita uma zona maravilhosa que é a orla ribeirinha e, depois, porque a reboque da reabilitação, vem o investimento e a criação de riqueza e de emprego”, justificou.

A inauguração desta obra surge depois de também o Areinho de Oliveira do Douro ter sido alvo de intervenção semelhante, faltando agora outros pontos, como Arnelas.

A cerimónia de inauguração incluiu, ainda, um momento musical com a fadista Ana Moura, uma forma de mostrar à população que aquele espaço pode e deve ser utilizado para eventos culturais no futuro.