Notícias 17 Set 2017 Apresentação do livro «Nicho de São Sebastião» Iniciativa decorreu no Auditório Paroquial de Mafamude

"Esperamos que este livro contribua para a perceção de que o urbanismo das nossas cidades deve integrar e envolver a arte”. É desta forma que Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, descreve a obra «Nicho de São Sebastião», apresentada no dia 17 de Setembro, no auditório paroquial de Mafamude. Editado pela autarquia gaiense, o livro reúne textos de Virgília Braga da Costa, Joana Almendra (também responsável pelas fotografias) e do Padre Jorge Duarte.
Para Eduardo Vítor Rodrigues, o nicho para o mártir São Sebastião (situado no Largo dos Aviadores, em Mafamude) "é um exemplo de arte simbólica que cruza diversas dimensões, desde logo a artística, a histórica, a patrimonial e a religiosa numa homenagem a um homem santo que foi exemplo de coragem na resistência contra as perseguições do século II à nova fé Cristã”. Por isso, "a Câmara Municipal sente orgulho em poder contribuir humildemente para a construção de um espaço de devoção e transcendência no coração da cidade de Gaia”, acrescentou. Com este tributo bem no meio da azáfama diária da cidade, "a vida dos gaienses é mais completa, mais plena e integral numa experiência que lembra os valores cristãos da coragem, bondade e solidariedade”, concluiu.
O nicho para o mártir São Sebastião é da autoria da arquiteta Joana Almendra, para quem "a articulação do espaço com a paisagem urbana envolvente, bem como a compreensão da própria história do Santo, da sua iconografia” foram determinantes na elaboração da sua proposta de intervenção.
Este livro é, por isso, uma merecida homenagem a São Sebastião, um homem que, para o padre Jorge Duarte, foi "um exemplo de coragem perante os obstáculos da vida e de fidelidade diante das contrariedades e perseguições”.