Notícias 09 Set 2017 A segunda vida do Auditório Municipal de Gaia Investimento realizado pela autarquia é de cerca de 700 mil euros
Num momento protagonizado pelo Maestro Rui Massena, o Auditório Municipal de Gaia reabriu, no dia 9 de Setembro, ao público, totalmente requalificado, assumindo-se, assim, como a nova sala de espetáculos de Vila Nova de Gaia, agora com novas valências. Trata-se de um investimento assumido pela Câmara Municipal de Gaia, cujo valor ronda os 700 mil euros.
Para além dos momentos culturais, este espaço poderá funcionar como centro de convenções, com capacidade para cerca de 320 lugares, o que permitirá trazer à cidade uma vertente económica associada ao turismo de congressos.
Das principais intervenções destacam-se o revestimento da fachada principal com uma segunda pele, o reposicionamento do alinhamento das portas e bilheteira, a reformulação integral dos tetos (substituindo toda a iluminação por LED), a renovação das cadeiras na sala de espetáculos ou o tratamento acústico da torre de palco.


Para o presidente da Câmara Municipal de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, esta intervenção, cujo projeto tem a assinatura do arquiteto Quintino de Carvalho, "valorizou não apenas o equipamento e aqueles que o utilizam, mas também o próprio quarteirão e a cidade”, acrescentando que se trata de "um projeto que é verdadeiramente de reconceptualização deste espaço, numa lógica de centro de convenções, de auditório municipal e de centro de cultura”.
Construído no terreno excedente da biblioteca, o Auditório Municipal de Gaia abriu ao público em 1997. Estrategicamente localizado no centro urbano de Vila Nova de Gaia, o espaço acolhe, em média, por ano, cerca de 32 mil espetadores, dispersos pelas principais valências, nomeadamente: dança, teatro, música, cinema, congressos, exposições, colóquios, entre outros.
O novo auditório permitirá, assim, dar uma resposta mais eficaz à crescente procura turística, respondendo, paralelamente, aos interesses de novos públicos que passam pela cidade.