Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi
Eventos 18 Mai 2018 Gaia homenageia J. Rentes de Carvalho Auditório Municipal de Gaia

A Vida e Obra de J. Rentes de Carvalho, que celebra o 50º aniversário de atividade literária, vão ser o mote para a realização de uma conferência no próximo dia 18 de maio, pelas 21h00, no Auditório Municipal de Gaia, que contará com a participação, para além do homenageado, de Bruno Vieira Amaral (Escritor), Francisco José Viegas (Escritor, Jornalista, Editor) e J.A. Gonçalves Guimarães (Historiador, Arqueólogo, Diretor do Solar Condes de Resende), com moderação de Mário Augusto (Jornalista).
A conferência sobre Rentes de Carvalho surge no âmbito do Rosto das Letras, uma iniciativa do Município de Gaia que visa divulgar os nomes da literatura e promover o gosto pela leitura, e que na sua terceira edição se foca no escritor gaiense, radicado na Holanda. O III Rosto das Letras compreende também uma exposição biobibliográfica, a decorrer na Biblioteca Pública Municipal de Gaia, até 26 de maio, bem como um conjunto de iniciativas a realizar no Solar Condes de Resende – instituição detentora de um importante acervo do Escritor – no dia 19 de maio, de onde se destaca o descerramento de uma obra escultórica alusiva a J. Rentes de Carvalho.
Filho de pais transmontanos, Rentes de Carvalho nasceu em Gaia, em 1930 e aí viveu até 1945, contemplando desde sua casa a azáfama ribeirinha. No romance biográfico "Ernestina” são muitas as referências à Cidade, às suas pessoas, às suas ruas…
Obrigado a abandonar o país por motivos políticos, viveu no Rio de Janeiro, em São Paulo, Nova Iorque e Paris, trabalhando para jornais como O Estado de São Paulo, O Globo ou a revista O Cruzeiro. 
Em 1956 passou a viver em Amesterdão, na Holanda, como assessor do adido comercial da Embaixada do Brasil. Licenciou-se (com uma tese sobre Raul Brandão) na Universidade de Amesterdão, onde foi docente de Literatura Portuguesa entre 1964 e 1988. Dedica-se desde então exclusivamente à escrita e a uma vasta colaboração em jornais portugueses, brasileiros, belgas e holandeses, além de várias revistas literárias. 
A sua bibliografia inclui romances (entre eles, Montedor, 1968, O Rebate, 1971, A Sétima Onda, 1984, Ernestina, 1998, A Amante Holandesa, 2003), contos, diário (Tempo Contado ou Tempo sem Tempo), crónica (Mazagran, 1992) e guias de viagem. O seu Portugal, een gids voor vrienden (Portugal, Um Guia para Amigos), de 1988, esgotou dez edições. Com os Holandeses (Waar die andere God woont, publicado originalmente em neerlandês, em 1972, e um sucesso editorial na Holanda) é a primeira obra de J. Rentes de Carvalho no catálogo da Quetzal. O mais recente título de Rentes de Carvalho é Gods Toorn over Nderland - A Ira de Deus sobre a Holanda. 
J. Rentes de Carvalho foi galardoado, em 2012, com o Prémio APE para a Escrita Biográfica, com o livro Tempo Contado, e, em 2013, com o Prémio APE para a Crónica, com o livro Mazagran.
Pela sua contribuição para a cultura portuguesa foi agraciado em Dezembro de 1991 pelo Presidente Mário Soares com o grau de comendador da Ordem do Infante D. Henrique.
A Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia concedeu-lhe, em 1992, a medalha de ouro da cidade.

Para esta iniciativa, o Município de Gaia contou com a preciosa colaboração da Quinta da Boeira e do Hotel Villa Sandini Hotel & Spa.
A participação na conferência é gratuita. Entrada condicionada à lotação da sala.